Polícia não tem pistas de chineses desaparecidos na Baviera | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 06.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Polícia não tem pistas de chineses desaparecidos na Baviera

Grupo de turistas decola de Amsterdã sem o casal, que sumiu durante visita ao Castelo de Neuschwanstein. Mergulhadores vasculham desfiladeiro perto da atração turística.

Um casal chinês que desapareceu durante uma excursão turística ao Castelo de Neuschwanstein, na Baviera, não compareceu na noite desta terça-feira (05/07) ao aeroporto de Amsterdã para embarcar no voo de retorno à China, comunicou a polícia alemã nesta quarta-feira.

O casal fazia parte de um grupo de turistas chineses que fazia uma excursão pela Europa e visitou o célebre castelo no sábado passado.

Assistir ao vídeo 02:39
Ao vivo agora
02:39 min

Castelo de Neuschwanstein

O homem de 37 anos e sua esposa, dois anos mais velha, não compareceram ao ponto de encontro no horário combinado com os demais turistas. Duas horas e meia depois, o guia do grupo de turistas chineses avisou a polícia, que deu início a uma grande operação, incluindo helicópteros com termovisores, cães farejadores e equipes de resgate alpino.

Após a polícia alemã ter temporariamente suspendido as operações de busca, mergulhadores vasculharam o desfiladeiro Pöllat, perto do Castelo de Neuschwanstein, nesta quarta-feira.

Para ajudar a desvendar o misterioso sumiço, a polícia divulgou um comunicado pedindo informações à população. "Ainda não recebemos nada concreto", disse o porta-voz da polícia local.

Depois do incidente, o grupo de turistas continuou sua turnê europeia, seguindo para a Itália. Na noite desta terça-feira, embarcaram em Amsterdã de volta para a China, sem o casal desaparecido.

PV/dpa/ots

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados