Petrolíferas de Venezuela e Rússia assinam acordo energético | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 17.12.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Petróleo

Petrolíferas de Venezuela e Rússia assinam acordo energético

Rosneft já emprestou bilhões de dólares à venezuelana PDVSA. Igor Sechin, presidente da semiestatal russa, também se encontrou em Havana com presidente Raúl Castro.

Venezuela e a Rússia mantêm importante relação desde a presidência de Hugo Chávez

Venezuela e a Rússia mantêm importante relação desde a presidência de Hugo Chávez

A empresa estatal Petróleos da Venezuela (PDVSA) assinou neste sábado (16/12) acordos sobre energia e gás natural com a companhia petroleira semiestatal russa Rosneft, informou o governo do presidente Nicolás Maduro.

Numa série de mensagens publicadas no Twitter, a PDVSA informou que o presidente da Rosneft, Igor Sechin, selou acordos com o ministro de Petróleo e chefe da petrolífera venezuelana, Manuel Quevedo, na presença do chefe de governo do país.

Assistir ao vídeo 01:09

Maduro lança "bitcoin venezuelano" para enfrentar crise econômica e embargos

Embora nem os ministros nem o presidente venezuelano tenham feito declarações, o canal estatal VTV mostrou imagens da reunião entre Sechin, Quevedo, Maduro e outras autoridades. Segundo a agência estatal AVN, os acordos assinados neste sábado estão relacionados "com o bônus de pagamento entre Rosneft e PDVSA, que são sócias em cinco empresas mistas".

A Venezuela e a Rússia mantêm uma importante relação que começou com a presidência de Hugo Chávez (1999-2013), e que Maduro buscou fortalecer. A Rosneft já emprestou bilhões de dólares à PDVSA.

Na noite de sábado, Igor Sechin igualmente se encontrou em Havana com o presidente cubano, Raúl Castro. A Rosneft também mantém acordos de cooperação com Cuba para exploração de petróleo.

AV/efe,dw

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados