Organização Trump passa a ser alvo de investigação criminal | Notícias internacionais e análises | DW | 19.05.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Estados Unidos

Organização Trump passa a ser alvo de investigação criminal

Promotoria de Nova York suspeita que empresa do ex-presidente americano mentiu sobre valores de propriedades para garantir empréstimos e conseguir benefícios fiscais.

A Procuradoria-Geral do Estado americano de Nova York informou na terça-feira (18/05) que lançou uma investigação criminal sobre o grupo empresarial do ex-presidente Donald Trump.

A procuradora Letitia James está investigando se a Organização Trump relatou valores de propriedades falsos para garantir empréstimos e obter benefícios econômicos e fiscais. A Organização Trump controla dezenas de outras companhias do político republicano, que vão de hotéis a campos de golfe.

O anúncio mais recente marca outra escalada nos problemas com a Justiça que Trump enfrenta quatro meses depois de deixar o governo, elevando a três o número de investigações criminais sobre o político republicano.

"Informamos a Organização Trump que nossa investigação sobre a organização não é mais puramente de natureza civil", disse Fabien Levy, um porta-voz da Procuradoria-Geral, em um comunicado. "Agora estamos investigando a Organização Trump ativamente em caráter criminal, juntamente com a Procuradoria-Geral de Manhattan."

Trump afirma que a investigação supervisionada pela democrata James tem motivação política.

Os promotores suspeitam que Trump e sua organização, que não é de capital aberto e, portanto, não é obrigada a divulgar sua contabilidade, inflacionaram ou reduziram artificialmente o valor de algumas de suas propriedades para obter empréstimos bancários ou reduzir seus impostos. Uma área de 90 hectares no interior do estado de Nova York, seu clube de golfe em Nova Jersey e até sua icônica Trump Tower em Manhattan estariam sob o escrutínio dos investigadores.

Separadamente, o procurador do distrito de Manhattan, Cyrus Vance, está investigando os negócios pré-presidência de Trump há mais de dois anos.

jps (reuters, afp)

Leia mais