Onda de calor já causou 13 mortes na Europa e deve continuar | Europa | DW | 19.07.2006
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Europa

Onda de calor já causou 13 mortes na Europa e deve continuar

A onda de calor sobre o continente europeu já causou pelo menos 13 mortes. Na França, três pessoas morreram segundo os números oficiais divulgados pelas autoridades. Mas o ministro da Saúde, Xavier Bertrand, falou em nove mortes "possivelmente causadas pelo calor".

Na cidade holandesa de Nijmegen, duas pessoas morreram vítimas de insolação na terça-feira. Na Espanha, outras duas pessoas morreram devido ao forte calor registrado no país.

Na Alemanha, os termômetros chegaram a marcar 38 graus em algumas regiões da Renânia do Norte-Vestfália nesta quarta-feira (19/07). Para quinta-feira, são esperadas novamente temperaturas de 38 graus no país. Na Inglaterra, termômetros registraram até 36,3 graus, a maior temperatura para o mês de julho em 95 anos.

Meteorologistas alemães já afirmam que o verão de 2006 será semelhante ao de 2003, um dos mais quentes das últimas décadas.