Obama anuncia retirada de tropas americanas do Iraque até fim de 2011 | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 21.10.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Obama anuncia retirada de tropas americanas do Iraque até fim de 2011

Após governo iraquiano não concordar com imunidade para militares norte-americanos que ficariam no país em 2012, Barack Obama anuncia retirada de todas as tropas norte-americanas do Iraque até o fim deste ano.

Obama anuncia o fim da guerra no Iraque

Obama anuncia o fim da guerra no Iraque

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta sexta-feira (21/10) a retirada de todos os soldados norte-americanos do Iraque até o final deste ano. "Hoje eu posso dizer que, conforme o prometido, o resto das nossas tropas no Iraque irão voltar para a casa. Após quase nove anos, a guerra norte-americana no Iraque será terminada", disse Obama.

Nesta sexta-feira antes do anúncio, o presidente norte-americano realizara uma videoconferência com o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki. Estados Unidos e Iraque não chegaram a um acordo quanto à garantia de imunidade para um número mínimo de soldados dos EUA que deveria continuar no Iraque, no ano que vem, para o treinamento das forças iraquianas.

Nações soberanas

Primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, deve visitar a Casa Branca em dezembro

Primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, deve visitar a Casa Branca em dezembro

O Iraque concordava na manutenção de 5 mil soldados norte-americanos no país, mas sem imunidade legal. No ano passado, os Estados Unidos haviam removido suas tropas de combate do território iraquiano. No momento, 39 mil soldados norte-americanos ainda estão no Iraque.

A retirada representa o cumprimento de promessa de campanha feita por Obama, que ainda tem pendente a redução da presença militar dos Estados Unidos no Afeganistão. "A transição no Afeganistão está avançando e nossas tropas estão finalmente voltando para a casa", declarou Obama.

Depois de nove anos de intervenção, mais de 4.400 soldados norte-americanos foram mortos no Iraque. Obama informou também que convidou Maliki para visitar a Casa Branca em dezembro, quando os dois lados devem iniciar oficialmente um relacionamento normal entre Estados soberanos.

MP/afp/dpa
Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais