″O Leão e a Fênix″: fotocolagem une China e Itália | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 15.06.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

"O Leão e a Fênix": fotocolagem une China e Itália

[Vídeo] "Trading Places", o mais recente projeto da fotógrafa britânica Emily Allchurch, traça paralelos entre a China continental e a cidade de Veneza abordando questões relacionadas à globalização, ao comércio e ao turismo de massa.

Assistir ao vídeo 05:54

Emily Allchurch sempre se dedicou a pesquisar como antigos mestres representavam a arquitetura e as questões sociais de seu tempo. Quase todas as colagens da britânica partem da  estrutura de uma imagem antiga sobre a qual ela monta uma composição contemporânea usando centenas de fotografias. Emily seleciona detalhes de cada uma das centenas de fotos, adapta as dimensões, cores e tonalidades até que tudo se encaixe. O projeto Trading Places foi financiado pela Arts Council England, a agência nacional inglesa de promoção da cultura e criatividade. Com a bolsa de estudos, Emiliy percorreu  a China em 2019 e fez cerca de 40 mil fotografias para o projeto. "Uma parte muito importante do meu processo de trabalho é fazer uma imersão em um novo local, em uma nova cultura. Passei um mês viajando pela China. Eu queria entender a cultura do país, visitar tanto lugares modernos quanto cidades históricas, e buscar paralelos e conexões com Veneza", explica a fotógrafa.