O Brasil na imprensa alemã (24/04) | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 24.04.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Brasil

O Brasil na imprensa alemã (24/04)

A redução da pena do ex-presidente Lula é o tema brasileiro de maior destaque na imprensa alemã na semana que passou. Jornal "Die Welt" publica entrevista com empresário Luiz Furlan.

Luiz Inácio Lula da Silva

Luiz Inácio Lula da Silva

Tagesschau.de – Ex-presidente Lula pode ser libertado mais cedo, 24/04/2019

O ex-chefe de Estado do Brasil Lula da Silva pode ser transferido para a prisão domiciliar ainda este ano. Um tribunal reduziu a sua pena. Ele está na cadeia desde abril de 2018, por corrupção.

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva recebeu uma redução de pena. O tribunal superior foi favorável à redução da pena de 12 anos e 1 mês para 8 anos e 10 meses.

Os juízes atenderam a um pedido dos advogados de Lula, que queriam a reversão da condenação por corrupção ou ao menos uma redução da pena. A decisão da segunda corte mais elevada do país abre a possibilidade, para o ex-chefe de Estado, de ser transferido para a prisão domiciliar ainda este ano.

Spiegel Online – Juízes reduzem pena do ex-presidente Lula, 24/04/2019

Os juízes de Brasília reduziram a pena de 12 anos e 1 mês para 8 anos e 10 meses. Lula, de 73 anos, poderá se beneficiar de uma pena mais suave já no outono [europeu]. Ele poderia, por exemplo, trabalhar, mas teria que passar a noite na cadeia. O político de esquerda e ex-chefe de Estado (2003 a 2010) está há cerca de um ano na cadeia em Curitiba.

Die Welt – "Apresentar projetos políticos não basta", 24/04/2019

O empresário Luiz Furlan fala sobre o novo presidente do Brasil, Bolsonaro, e as reformas necessárias.

Die Welt: E a reforma fiscal?

Furlan: Isso é um tema há anos, há décadas. Não podemos mais empurrar isso.  E o novo governo está certo em fazer disso uma prioridade. Sejamos francos: trata-se de um empreendimento titânico – e que exige muita habilidade política nas negociações com uma ampla base de responsáveis políticos. E é justamente aí que se percebe que muitos novatos na político ainda patinam – inclusive o novo presidente Bolsonaro. Apresentar projetos políticos não basta. O segredo de um governo bem-sucedido está na gestão hábil da implementação.

Die Welt: Como o senhor avalia o trabalho do ministro da Economia, Paulo Guedes?

Furlan: Ele tem uma ideia muita clara do rumo que ele quer dar para o Brasil: e esse rumo está correto. Com certeza ele estava acostumado a uma implementação mais rápida quando era um investidor. Por isso espero que ele não se sinta desencorajado e aguente firme!

AS/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais