Notre-Dame terá primeiro concerto de Natal após incêndio | Notícias internacionais e análises | DW | 04.12.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Cultura

Notre-Dame terá primeiro concerto de Natal após incêndio

Coral cantará em prédio vazio por causa das medidas restritivas da pandemia. Apresentação será terceiro evento no lugar desde que fogo arrasou construção e vai ser transmitida ao vivo pela TV.

Andaime da Catedral de Notre-Dame

Andaime foi finalmente retirado da catedral

"A Notre-Dame é como a nossa casa", disse Henry Chalet, regente do coral da Catedral de Notre-Dame, em entrevista ao canal de TV parisiense BFM. Ele contou estar ansioso para finalmente poder entrar na catedral novamente, depois de um ano e meio. Afinal, o coral se apresenta há 850 anos no lugar.

Vinte cantores do coro adulto se apresentarão na véspera de Natal junto com dois solistas e um organista. O concerto, que acontecerá sem público devido às rígidas restrições impostas devido à pandemia de covid-19, deverá ser transmitido ao vivo pela televisão.

Pela terceira vez desde o grande incêndio de abril de 2019, ocorrerá um evento dentro da famosa catedral. Anteriormente, em junho de 2019, o arcebispo de Paris, Michel Aupetit, celebrou uma missa na Capela da Virgem Maria diante de cerca de 30 pessoas, metade das quais eram padres.

Além disso, o arcebispo foi à catedral vazia e sem fiéis na Sexta-feira Santa deste ano para um "momento de meditação". Várias sonatas de Bach foram tocadas pelo violinista Renaud Capuçon, e atores leram textos de Paul Claudel, Francis Jammes e Madre Teresa.

No ano passado, a tradicional missa da meia-noite de Natal foi transferida para uma tenda de circo no parque Bois de Boulogne, no oeste da capital francesa.

Catedral de Notre-Dame em chamas

Incêndio de abril de 2019 destruiu não só aestrutura como também a acústica única do prédio

Como o órgão principal de Notre-Dame está sendo restaurado, um pequeno órgão foi alugado para o concerto de Natal de 2020.

Há um ano e meio, o incêndio devastador não só destruiu grande parte do telhado e da "flecha" (torre sobre a parte central da nave) ou "agulha", do século 19, mas também a acústica única da catedral. Pesquisadores do renomado Centre National de Recherches Scientifiques (CNRS) e da Sorbonne estão atualmente no processo de reconstrução deste som único, que faz parte do patrimônio cultural acústico da França.

Boa hora

O concerto de Natal ocorre numa boa hora. Na última semana de novembro, um andaime gigantesco, que havia sido erguido antes do incêndio para reparar a "agulha", foi removido. Para poder desmontá-lo, todo o contraforte teve que ser reforçado com vigas de madeira. As barras de metal do andaime de 200 toneladas a 40 metros de altura foram coladas umas às outras pelo calor das chamas. Por muitos meses, o tempo esteve muito ruim para o início do desmonte, depois houve mais atrasos devido à pandemia.

Assistir ao vídeo 04:28

Notre Dame em realidade virtual

Agora uma coisa é certa: a Notre-Dame poderá ser salva. As paredes poderiam ter desabado com o peso do andaime ou durante seu desmonte.

"A ameaça representada pelo andaime para a catedral não existe mais", disse a ministra da Cultura da França, Roselyne Bachelot.

No início de 2021, serão instalados andaimes adicionais no interior, para que possam ser executadas obras na nave. Enquanto isso, o coro da Notre-Dame agora poderá dar um concerto de Natal ao vivo no local.

A estrutura do telhado e a "agulha" da catedral, projetada pelo arquiteto Viollet-le-Duc no século 19, devem ser recriadas com base no modelo histórico. A obra é planejada para estar concluída até os Jogos Olímpicos de Paris em 2024, conforme prometeu o presidente francês, Emmanuel Macron. O cronograma é considerado extremamente ambicioso.

Leia mais