1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Infografik Symbolbild Nobelpreis Wirtschaft
EconomiaSuécia

Nobel de Economia vai para pesquisadores dos EUA e Canadá

11 de outubro de 2021

Economistas David Card, da Universidade da Califórnia, Joshua D. Angrist, de Stanford, e Guido W. Imbens, do MIT, dividem a distinção, anuncia Academia Real da Suécia.

https://www.dw.com/pt-br/nobel-de-economia-vai-para-pesquisas-sobre-mercado-de-trabalho-e-rela%C3%A7%C3%B5es-causais/a-59468201?maca=bra-rss-br-all-1030-rdf

Os economistas David Card, Joshua D. Angrist e Guido W. Imbens receberam o Prêmio Nobel de Economia de 2021, anunciou nesta segunda-feira (11/10) a Academia Real de Ciências da Suécia.

Card, que nasceu no Canadá, ficou com metade do prêmio "por sua contribuição empírica à economia do trabalho", anunciou a academia. O americano Angrist e o holando-americano Imbens compartilharam a outra metade "por sua contribuição metodológica à análise das relações causais".

Todos os três trabalham em universidades dos Estados Unidos. Card na Universidade da Califórnia em Berkeley, Angrist no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e Imbens em Stanford.

David Card, Joshua D. Angrist e Guido W. Imbens
David Card, Joshua D. Angrist e Guido W. Imbens são anunciados vencedoresFoto: Claudio Bresciani/TT/imago images

Nobel posterior

O prêmio é formalmente conhecido como Prêmio Sveriges Riksbank de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel e, assim como os Nobeis oficiais, dotado de 10 milhões de coroas suecas (R$ 6,2 milhões).

Diferentemente dos outros prêmios, concedidos pela primeira vez em 1901 em cumprimento do testamento do inventor e filantropo sueco Alfred Nobel, o Nobel de Economia foi criado na década de 1960 pelo Banco Central da Suécia, o Sveriges Riksbank, para marcar seu tricentenário. Hoje é amplamente considerado um dos prêmios Nobel.

O Prêmio Nobel nas áreas de literatura, ciências e da paz é concedido desde 1901. O prêmio de economia foi entregue pela primeira vez em 1969. Ele é entregue junto com os demais no dia 10 de dezembro, data da morte de Alfred Nobel.

as (Reuters, AP)