Neymar pode só voltar um mês antes da Copa | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 27.02.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Neymar pode só voltar um mês antes da Copa

Atacante brasileiro pode ter que passar por cirurgia no pé direito, e tempo de recuperação o tiraria dos gramados por dois meses. Paris Saint-Germain nega. Médico da Seleção embarca para Paris.

default

Neymar torceu o tornozelo aos 31 minutos do segundo tempo da partida contra o Olympique de Marselha

Com uma lesão no pé direito, o atacante Neymar, do Paris Saint-Germain, pode só voltar aos campos um mês antes do início da Copa, perdendo jogos decisivos da Liga dos Campeões e os últimos dois amistosos da Seleção antes do Mundial, contra Rússia e Alemanha.

Segundo divulgou o site Globoesporte.com e a imprensa espanhola nesta terça-feira (27/02), Neymar terá que passar por cirurgia para colocar um pino na fissura sofrida no quinto metatarso do pé direito. Clube e jogador, no entanto, ainda não confirmaram a operação.

A cirurgia seria semelhante à que o atacante Gabriel Jesus, também da seleção brasileira, precisou fazer logo depois que chegou ao Manchester City, no início do ano passado.

Com tempo de recuperação previsto de dois meses, Neymar poderia atuar ainda nas últimas três rodadas do Campeonato Francês e, caso o Paris Saint-Germain consiga avançar, na segunda partida das semifinais da Liga dos Campeões da Europa. 

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o treinador do Paris Saint-Germain, Unai Emery, negou que esteja confirmado que Neymar passará por cirurgia e afirmou que não perdeu a esperança de contar com o craque para o jogo de volta contra o Real Madrid, pela Liga dos Campeões.

"Há uma pequena chance de que ele jogue [contra o Real]. Não é fácil. Se ele jogar, ficaremos contentes, mas se não puder, temos outros jogadores com capacidade de jogar bem. Vamos ver como as coisas evoluem para tomarmos uma decisão", disse o treinador espanhol.

"Por enquanto, mantemos a calma. É preciso esperar para ver como vai ser a evolução do seu quadro. Agora é mais provável que ele não jogue, mas não está descartado. Neymar está com muita vontade jogar, e as decisões serão tomadas em função da evolução da lesão."

O diário esportivo francês L'Équipe citou fontes próximas ao clube parisiense e afirmou que a lesão de Neymar "não é tão grave quanto o esperado" e também cravou que a presença do brasileiro diante do Real Madrid, no dia 6 de maio, ainda não estava descartada.

O médico da seleção brasileira, Rodrigo Lamar, que estava num congresso da Fifa em Sochi, na Rússia, embarcou para Paris e participará de novos exames na quarta-feira para averiguar a real necessidade de uma intervenção cirúrgica. A posição da CBF é de que a decisão de fazer ou não a operação é do jogador e do clube francês.

Neymar torceu o tornozelo após disputa de bola com o meia Bouna Sarr, aos 31 minutos do segundo tempo da partida contra o Olympique de Marselha, no domingo. O atacante brasileiro sentiu imediatamente e começou a gritar. Ele precisou ser retirado de maca.

O exame de raio-x feito logo depois da partida diagnosticou que não houve fratura – a fissura só foi detectada na segunda-feira. Segundo um comunicado divulgado pelo clube, Neymar foi submetido a um exame complementar que revelou "uma entorse no ligamento anterior externo do tornozelo direito com a existência associada de uma fissura do quinto metatarso".

PV/efe/ots

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais