Neymar contraiu coronavírus, diz imprensa francesa | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 02.09.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coronavírus

Neymar contraiu coronavírus, diz imprensa francesa

PSG informou que três de seus jogadores receberam diagnóstico positivo para a covid-19. Segundo jornal, atleta brasileiro é um deles. Neymar esteve de férias em Ibiza com colegas de time e amigos recentemente.

O jogador de futebol brasileiro Neymar

O PSG não confirmou a identidade dos jogadores diagnosticados

O clube de futebol francês Paris Saint-Germain informou nesta quarta-feira (02/09) que três de seus jogadores receberam diagnóstico positivo para o coronavírus. Segundo a imprensa francesa, um deles é Neymar, e os outros dois são os argentinos Ángel Di María e Leandro Paredes.

"Três jogadores do PSG foram confirmados positivos pelo teste de Sars Cov-2 e estão sujeitos aos protocolos de saúde apropriados. Todos os jogadores e membros da equipe continuarão a ser testados nos próximos dias", informou o clube no Twitter.

O PSG não confirmou a identidade dos jogadores diagnosticados no anúncio nas redes sociais, nem quando foi questionado pela imprensa internacional ao longo do dia.

Mas o jornal esportivo francês L'Equipe disse se tratar do brasileiro e dos dois argentinos. Mais tarde, a agência de notícias francesa AFP também confirmou os nomes, por meio de uma fonte interna do Paris Saint-Germain.

Segundo o L'Equipe, Di María e Paredes receberam seu primeiro resultado positivo no domingo, e Neymar, na segunda-feira. Mas o clube francês quis ter certeza do diagnóstico, e os três fizeram um novo exame. O segundo resultado positivo saiu então nesta quarta-feira.

Os casos de covid-19 parecem estar ligados a uma viagem de férias para a ilha de Ibiza, na Espanha, feita por Neymar e vários outros jogadores do PSG após a derrota para o Bayern de Munique na final da Liga dos Campeões, em 23 de agosto.

Durante a viagem, Neymar publicou fotos nas redes sociais com o filho, Davi Lucca, com o ator e cantor alemão Arón Piper, além de vários amigos, incluindo a cantora Anitta. Em Ibiza, ele também foi visto ao lado de vários atletas do clube francês, entre eles Di María e Paredes. A viagem em meio à pandemia foi alvo de críticas nas redes sociais.

O anúncio do diagnóstico é um revés para o PSG, que vinha se preparando para o início da temporada 2020/2021 da liga nacional, a Ligue 1. A primeira partida da equipe está marcada para 10 de setembro, contra o Angers, mas agora corre o risco de ser adiada.

Segundo o protocolo sanitário da Liga de Futebol Profissional (LFP) da França, jogadores que testarem positivo devem permanecer em quarentena por 14 dias. A entidade também determina que, a partir de quatro casos detectados dentro de oito dias consecutivos, incluindo atletas e comissão técnica, a realização de treinos coletivos fica proibida, podendo levar a adiamento dos jogos.

O Paris Saint-Germain há havia anunciado na segunda-feira que dois de seus jogadores haviam relatado sintomas da covid-19 após voltarem de férias. O jornal L'Equipe informou que os atletas em questão eram Di María e Paredes.

EK/afp/efe/rtr/ots