Netflix produzirá filme sobre massacre na Noruega | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 22.08.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Netflix produzirá filme sobre massacre na Noruega

Serviço de streaming adquire direitos de produzir longa sobre ataque do extremista Anders Breivik em 2011, que teve 77 mortos. Cineasta Paul Greengrass, que dirigiu três longas da série "Bourne", será o diretor.

O serviço de streaming Netflix adquiriu os direitos de produzir um filme sobre o massacre executado pelo extremista de direita norueguês Anders Behring Breivik em 2011, no qual 77 pessoas foram mortas. A plataforma venceu uma concorrência acirrada pelos direitos de imagem.

O cineasta Paul Greengrass, que dirigiu Capitão Phillips e três filmes da série Bourne (A Supremacia Bourne, O Ultimato Bourne e Jason Bourne), comandará o projeto – como diretor e também será responsável pelo roteiro, que contará a história do ataque mais mortal na Noruega desde a Segunda Guerra.

Em 22 de julho de 2011, o extremista de direita Breivik primeiramente estacionou e acionou um carro-bomba nas imediações de prédios governamentais em Oslo. A explosão causou a morte de oito pessoas. Em seguida, ele navegou até a ilha de Utoya, ao noroeste da capital norueguesa, e sistematicamente fuzilou dezenas de pessoas que participavam de um acampamento juvenil do Partido Trabalhista.

Além dos 77 mortos, entre os quais muitos adolescentes, outras 319 pessoas ficaram feridas no ataque. Breivik foi condenado a 21 anos de prisão.

Greengrass, que será auxiliado pelos coprodutores Greg Goodman e Eli Bush, é conhecido por retratar eventos reais em seus filmes. Seu longa-metragem para a televisão Domingo Sangrento (2002) – que retrata o 30 de janeiro de 1972, em Derry, na Irlanda do Norte, quando soldados britânicos atiraram e mataram 14 ativistas dos direitos humanos numa passeata – ganhou o Urso de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Berlim.

Além disso, o Voo United 93 (2006), sobre um dos aviões sequestrados durante os ataques de 11 de setembro de 2001, lhe rendeu um Bafta (Academia Britânica de Artes de Cinema e Televisão) e uma indicação ao Oscar.

O cineasta britânico também está por trás de Zona Verde (2010), sobre a invasão do Iraque pelas Forças Armadas dos EUA em 2003, e Capitão Phillips (2013), estrelado por Tom Hanks e que conta a história do sequestro do cargueiro Alabama, da companhia Maersk, em 2009. Mas seu trabalho mais famoso é a direção dos três filmes da série de ação Bourne, com Matt Damon no papel de Jason Bourne.

O portal deadline.com publicou que o projeto de filmagem sobre os atentados executados por Breivik está previsto para ser iniciado ainda neste ano na Noruega e conta com um orçamento de 20 milhões de dólares.

Leia mais