Número de refugiados diminui significativamente, diz jornal | Notícias internacionais e análises | DW | 17.12.2015
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Número de refugiados diminui significativamente, diz jornal

Quantidade de migrantes que chega à Grécia recua desde o início de dezembro. Europa vê sucesso no acordo com a Turquia para lidar com fluxo de refugiados, afirma jornal alemão "Bild", citando dados da Comissão Europeia.

O número de refugiados que chega à Grécia diminuiu consideravelmente desde o início de dezembro, afirmou nesta quinta-feira (17/12) o tabloide alemão Bild. De acordo com a publicação, o país recebeu 6.970 migrantes por dia nos meses de setembro e outubro. Já em dezembro, foram 3.731 refugiados diariamente.

Desde o início desta semana, os números chegaram a ficar abaixo de 2.000 refugiados por dia. Segundo o jornal, os dados são da Comissão Europeia. A Turquia, de acordo com dados próprios, impediu que 4.632 migrantes deixassem o país no período entre 01 e 15 de dezembro.

A Comissão Europeia vê o declínio do número de refugiados como o primeiro sinal de sucesso de seu acordo com a Turquia sobre uma ação conjunta para lidar com o fluxo de migrantes.

Ainda de acordo com a publicação, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, deve apresentar nesta quinta-feira, em Bruxelas, as estatísticas mais recentes em uma reunião entre o premiê turco, Ahmet Davutoglu, e os chefes dos governos dos países europeus mais afetados – além de Alemanha e Grécia, a Áustria, Suécia, Finlândia, Bélgica, Holanda e Luxemburgo.

Ajuda de 3 bilhões de euros

No final de novembro, a União Europeia fechou um plano de ação com Ancara para conter o fluxo de refugiados, com a exigência de a Turquia reforçar a segurança de sua fronteira para deter a imigração descontrolada rumo à Europa. Em troca, os turcos receberão 3 bilhões de euros para melhorar as condições de vida dos mais de 2 milhões de refugiados em seu país.

Ancara, porém, quer também que a Europa se comprometa em receber refugiados. A Comissão Europeia apresentou nesta terça-feira uma proposta que prevê apenas o recebimento voluntário de migrantes pelos 28 países-membros do bloco.

Planos para uma nova agência de fronteiras

Nesta quinta-feira, os líderes dos países-membros da UE se reúnem em Bruxelas para discutir sobre o reforço da segurança de fronteiras e a distribuição de refugiados no bloco. Na Cúpula da UE, que vai até esta sexta, serão discutidos planos concretos para o estabelecimento de uma nova agência de proteção de fronteiras e o reforço do controle de passaportes nas fronteiras externas.

Na quarta-feira, em discurso no Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão), a chanceler federal alemã, Angela Merkel, criticou que a redistribuição de 160 mil refugiados progride "muito lentamente". Desde que a decisão foi tomada em outubro, apenas 200 migrantes teriam sido distribuídos na Europa.

Além da crise migratória, a luta contra o terrorismo e o referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia estão na pauta da última reunião de cúpula do bloco deste ano.

FC/afp/dpa/epd

Leia mais