Museus reabertos e músicas sobre o confinamento | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 19.06.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Museus reabertos e músicas sobre o confinamento

[Vídeo] A reabertura de grandes museus de Madri após 3 meses fechados, e também o curta-metragem lançado pelo Royal Ballet ao som de Rolling Stones com o objetivo de arrecadar fundos para o setor artístico do Reino Unido.

Assistir ao vídeo 05:23

- Depois de quase três meses fechados em razão da pandemia de covid-19, grandes museus de Madri voltam a abrir para o público. Todos, porém, seguindo diversas medidas de higiene e com capacidade de público reduzida. O maior museu da Espanha, o Museu do Prado, reúne mais de 200 pinturas em uma nova exposição chamada Reencontro, em cartaz até 13 de setembro. Em comparação à bilheteria de 2019, com até 15 mil visitantes diários, o museu agora permite a entrada de apenas 1.800 pessoas por dia. O Museu Reina Sofia, onde está uma das obras mais famosas de Pablo Picasso - Guernica, também já está novamente em funcionamento. As salas do complexo estão reabrindo aos poucos e, assim como os demais museus da cidade, com um número limitado de visitantes.

-  O corpo de baile do Royal Ballet, o Ballet Real do Reino Unido, fez um curta-metragem pelas ruas desertas de Londres ao som de Living In A Ghost Town (Vivendo em uma cidade fantasma, em tradução livre). A música, lançada pelos Rolling Stones em abril de 2020, tem um clima apocalíptico e é inspirada na pandemia de covid-19 – que esvaziou metrópoles pelo mundo. Com o vídeo, o Royal Ballet quer chamar a atenção para a crise do setor artístico - que teve que fechar teatros e cancelar apresentações por meses durante a pandemia. O projeto também tem como objetivo arrecadar fundos para a campanha Acting for Others, uma rede de catorze instituições beneficentes que dão assistência financeira e psicológica a funcionários do setor teatral britânico.

- A música Crying for techno (Chorando pelo tecno, em tradução livre), da banda russa Cream Soda, se tornou um hit durante a quarentena na Rússia.  Logo após o lançamento do vídeo, as pessoas começaram a fazer as próprias versões do clip.