Museu alemão descobre um Rembrandt em seu acervo | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 15.02.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Artes

Museu alemão descobre um Rembrandt em seu acervo

Museu da cidade alemã de Braunschweig descobre que desenho "Estudo de um cachorro sentado", em seu poder desde os anos 1770, é na verdade obra do aclamado pintor holandês. Obra será mostrada em exposição.

Herzog Anton Ulrich Museum in Braunschweig (picture-alliance/dpa/P. Steffen)

Museu Herzog Anton Ulrich em Braunschweig possui mais de 190 mil obras em seus acervos

O Museu Herzog Anton Ulrich, em Braunschweig, no norte da Alemanha, anunciou nesta terça-feira (14/02) que seus acervos possuem um desenho pouco comum de um cachorro, executado pelo pintor holandês Rembrandt van Rijn (1606-1669).

Trata-se de um Estudo de um cachorro sentado, desenhado a carvão em 1637. O trabalho está em posse do museu desde os anos 1770, mas, até pouco tempo atrás, a sua autoria era atribuída a Johann Melchior Roos (1663-1731), pintor alemão conhecido por seus desenhos de animais.

Herzog Anton Ulrich Museum in Braunschweig - Rembrandt-Zeichnung entdeckt

Cão terrier desenhado por Rembrandt serviu, provavelmente, de estudo para outra obra

A autoria de Rembrandt foi revelada pelo diretor do Gabinete de Gravuras do museu, Thomas Döring, através da digitalização sistemática de 10 mil desenhos para o projeto Gabinete virtual de gravuras.

Depois de exames microscópicos de originais em Amsterdã, Paris e Viena, como também avaliações de grandes especialistas da obra do pintor holandês, Döring publicou suas constatações na revista especializada Master Drawings.

A particularidade da nova descoberta está no fato de se conhecer somente alguns poucos desenhos de animais executados por Rembrandt. O artista os criou como estudo para trabalhos que mostravam cães como motivos secundários.

O cão terrier de Braunschweig se assemelha muito a um cachorro que pode ser visto no quadro A ronda da noite, pintado por Rembrandt em 1642 e que se encontra no Rijksmuseum em Amsterdã.

A partir de 6 de abril, o público poderá apreciar o novo Rembrandt na exposição Dürer, Cézanne und Du. Wie Meister zeichnen (Dürer, Cézanne e você. Como os mestres desenham) no Museu Museu Herzog Anton Ulrich, em Braunschweig.

CA/dpa/kna/dw

Leia mais