Moradores do Rio protestam contra violência | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 25.02.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Moradores do Rio protestam contra violência

Manifestação reúne cerca de 400 moradores da zona sul da cidade e se encerra com protesto em frente ao Palácio Guanabara. Participantes cobram melhorias na segurança.

default

Cerca de 400 pessoas participaram da caminhada, que passou por várias ruas da cidade

Centenas de pessoas vestidas de branco participaram neste domingo (25/02) de um protesto contra a violência e a favor de mais políticas públicas de segurança no Rio de Janeiro.

Leia mais: Intervenção às pressas no Rio gera dúvidas sobre intenção e eficácia

A manifestação caminhou do Largo do Machado até o Palácio Guanabara, sede do governo estadual, passando por várias ruas do Rio de Janeiro. Segundo o jornal O Globo, cerca de 400 pessoas participaram da caminhada.

O protesto foi convocado por associações de moradores, que se queixaram do aumento da insegurança. A cidade enfrenta uma onda de violência que levou o governo federal a decretar intervenção na área de segurança pública.

Protest gegen die Gewalt in Rio de Janeiro. 25 Oktober 2018.

Protesto foi convocado por associações de moradores, que se queixaram do aumento da insegurança

Houve reclamações sobre a falta de patrulhamento e cobranças pelo uso da inteligência policial nos bairros de Laranjeiras, Catete, Flamengo e Botafogo. "Há uma sensação de insegurança amparada nos relatos que recebemos. São bandidos de fuzil assaltando pedestres em plena luz do dia, na porta de casa", disse uma das organizadoras do protesto, a fisioterapeuta Bebel Costa.

Os manifestantes criticaram a gestão do governador Luiz Fernando Pezão e do prefeito Marcelo Crivella, cobrando melhorias na cidade, como na iluminação pública, além da destinação de impostos para ações de segurança, como a inteligência policial, a valorização dos agentes e reparos nas viaturas paradas.

Quando o grupo chegou ao Palácio Guanabara foi feito um minuto de silêncio em memória de policiais mortos. Os manifestantes exibiram cartazes com os dizeres "paz", "segurança" e "justiça".

AS/abr/efe/lusa

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais