″Miss Tschörmänie″: Merkel vira personagem de história em quadrinhos | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 10.07.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

"Miss Tschörmänie": Merkel vira personagem de história em quadrinhos

A chanceler federal alemã virou personagem de uma história em quadrinhos que conta como uma física da antiga Alemanha Oriental passou, em pouco tempo, do completo anonimato ao mais alto cargo do governo alemão.

default

História mostra táticas, truques e intrigas de governo

A história começa no futuro, precisamente em 27 de setembro de 2009, dia das próximas eleições parlamentares na Alemanha. Em um bar no bairro central de Mitte, na capital Berlim, Gerhard Schröder, antecessor de Angela Merkel na chancelaria federal, e Edmund Stoiber, frustrado candidato conservador ao posto que Merkel veio a ocupar um pleito depois, discutem "como a coisa pôde chegar a esse ponto".

A ascensão de Angela Merkel a chefe de governo da Alemanha permanece para eles um mistério, mesmo após quatro anos de coalizão entre social-democratas e conservadores. É a hora de fazer uma retrospectiva.

Assim começa a história que Miriam Hollstein e Heiko Sakurai escreveram e desenharam. Ela trata da surpreendente biografia de uma física da Alemanha Oriental que, em pouco tempo, passou do completo anonimato ao mais alto cargo do governo alemão. O resultado não é nem um calhamaço politicamente correto nem um panfleto sarcástico, mas uma história em quadrinhos leve e irônica, que serve de entretenimento mesmo em tempos de campanha eleitoral.

Miss Tschörmanie Seite 51

Críptica e enigmática

A dupla de autores pesquisou durante um ano. Para Sakurai, a chanceler federal, que ele nunca conheceu pessoalmente, já se tornou quase uma velha conhecida. "Mesmo em meu trabalho como caricaturista eu já tinha que lidar com ela diariamente, por assim dizer. Ela sempre fez parte do meu repertório." Sua história incomum, sua esperteza política e a vontade de se impor o fascinava, mas mesmo assim a protagonista continua sendo para ele uma incógnita.

"Não consegui entender ela completamente", admite, argumentando que sua fisionomia é frequentemente impenetrável. "Dá para ver que ela não gosta de abrir o jogo." Pensando nisso, Sakurai a desenhou de forma enigmática, profunda e críptica, com habilidade para tirar do jogo seus concorrentes e rivais políticos.

Leitura de chanceler?

Em Miss Tschörmänie (Miss Germany, com um carregado sotaque alemão), Merkel está acompanhada de personagens da vida política na Alemanha dos últimos 20 anos – alguns dos quais já caíram no esquecimento, enquanto outros continuam na ativa.

Para muitos, a desconhecida da ex-Alemanha Oriental era um desafio, uma provocação. A história mostra os truques, táticas e intrigas do governo, e como a predileta do antigo chanceler federal Helmut Kohl driblou todo mundo.

Heiko Sakurai Selbstporträt

Autorretrato do desenhista Heiko Sakurai

Mas as demais lideranças políticas em Berlim não parecem despertar a fantasia do desenhista. Por enquanto, não há ideias para uma continuação da história. Sakurai e a autora Miriam Hollstein tem agora outras preocupações: eles esperam que Merkel leia o volume, quem sabe durante as férias.

O final da história em quadrinhos da primeira chanceler federal alemã permanece em aberto. "Afinal, somos cronistas e não profetas", disse Heiko Sakurai.

Às 18h do dia de eleição, chega o momento da divulgação do primeiro prognóstico. Schröder e Stoiber, depois de muitas cervejas, ligam o televisor e veem Merkel nas nuvens, dizendo: "Vocês são apenas passado, enquanto eu sou história".

Autora: Cornelia Rabitz

Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais