1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Foto: Getty Images/AFP/F. Dufour

Microsoft anuncia corte de 7.800 postos de trabalho

8 de julho de 2015

Empresa pretende reorganizar divisão de telefones celulares, que enfrenta dificuldades para conquistar mercado, e vai registrar perda de 7,6 bilhões de dólares com a compra da Nokia.

https://www.dw.com/pt-br/microsoft-anuncia-corte-de-7800-postos-de-trabalho/a-18571137?maca=bra-rss-br-all-1030-rdf

A Microsoft anunciou nesta quarta-feira (08/07) que vai cortar 7,8 mil postos de trabalho, o equivalente a 6% de seu quadro de funcionários, e reorganizar a divisão de telefones celulares, que enfrenta dificuldades para conquistar mercado.

Os novos cortes se somam aos 18 mil empregos que foram eliminados no ano passado, depois de a empresa ter adquirido a divisão de celulares da finlandesa Nokia. A maioria dos cortes anunciados nesta quarta-feira também afeta ex-funcionários da Nokia.

A Microsoft também vai registrar uma perda de 7,6 bilhões de dólares relacionada ao negócio, valor superior aos 7,3 bilhões de dólares pago em abril do ano passado à Nokia, e ainda arcará com custos de 750 milhões a 850 milhões de dólares com os novos cortes.

Com a compra da divisão de celulares da Nokia, a Microsoft fez um esforço de redirecionamento para o setor de telefones móveis e serviços na internet, diante de uma desaceleração do tradicional setor de softwares. No entanto, o sistema operacional Windows Phone conquistou pouco espaço em relação ao iPhone, da Apple, e ao Android, da Google. Uma pesquisa da empresa de análise IDC indica que o Windows deve conquistar apenas 3,2% do mercado global de smartphones neste ano.

Em comunicado, a Microsoft afirmou que iria "reestruturar o setor de hardware telefônico da companhia para focar e alinhar melhor recursos". A multinacional tem cerca de 120 mil empregados mundo afora, cerca de metade deles nos Estados Unidos.

LPF/ap/afp/efe