Merkel recebe prêmio por promover a unidade européia | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 01.05.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Merkel recebe prêmio por promover a unidade européia

A "extraordinária contribuição para superar a crise na UE em 2007" rendeu à chefe de governo da Alemanha o Prêmio Internacional Carlos Magno, concedido em Aachen a personalidades que se empenharam em prol da Europa.

default

Merkel: 'Europa foi, é e será nosso destino comum'

A persistência da chanceler alemã durante a presidência alemã da União Européia no primeiro semestre de 2007 valeu a Angela Merkel a mais antiga e prestigiada distinção para personalidades com méritos na integração européia. O Prêmio Internacional Carlos Magno foi entregue nesta quinta-feira (01/05) na cidade alemã de Aachen.

Em sua fundamentação, o júri salientou que Merkel "prestou uma extraordinária contribuição para superar a crise na União Européia em 2007". A chanceler alemã conseguiu retomar as negociações para um Tratado de Reforma da União Européia (UE), depois do impasse gerado pela recusa ao projeto da Constituição Européia em plebiscitos na França e na Holanda, em 2005.

A presidência portuguesa da UE concluiu as negociações do tratado de reforma no semestre seguinte, permitindo a assinatura do documento em dezembro de 2007 na capital portuguesa, motivo pelo qual ele passou a ser conhecido também como Tratado de Lisboa.

Elogios de Sarkozy

Angela Merkel erhält Karlspreis Rede Sarkozy

Sarkozy fez discurso em homenagem a Merkel

O discurso laudatório coube ao presidente francês, Nikolas Sarkozy. Ele afirmou "ter aprendido muito" com Angela Merkel e enalteceu o "empenho" e a "força de vontade" da chanceler alemã, que não desistiu de suas posições quando as negociações corriam perigo de fracassar.

Ao mesmo tempo, Sarkozy ressaltou a amizade franco-alemã, lembrando que desde a 2ª Guerra Mundial a Alemanha e a França carregam uma "responsabilidade histórica", e "por isso não temos o direito de permitir que surjam mal-entendidos".

A chefe de governo da Alemanha retribuiu as gentilezas, prometendo o respaldo de seu país no próximo semestre, quando a França assumirá a presidência rotativa da UE. "A Europa foi, é e será nosso destino comum", disse Merkel em Aachen.

Die Siegerin des ersten Karlspreises für die Jugend aus Ungarn, Emoke Korzensky

Emoke Korzensky ganhou o prêmio de melhor projeto voltado aos jovens

Na terça-feira (29/04), foi entregue pela primeira vez o Prêmio Carlos Magno para a Juventude. Dos 400 projetos que se candidataram, os três vitoriosos vêm da Hungria, Grécia e Reino Unido.

O Parlamento Europeu e a Fundação Carlos Magno de Aachen escolheram como vencedor o projeto húngaro Estudantes sem Fronteiras, que promove o intercâmbio entre escolares dos países que entraram mais recentemente na União Européia.

Merkel é a quarta mulher a receber o prêmio O nome do prêmio é uma homenagem ao imperador Carlos Magno (742-814), considerado um pioneiro da unificação da Europa. Em fins do século 8º, ele optou por residir na cidade alemã de Aachen, localizada na fronteira da Alemanha com a Bélgica e a Holanda.

Composta por um certificado, uma medalha e a quantia simbólica de cinco mil euros, a distinção destaca personalidades que se empenharam em prol da Europa.

Der EU- Generalsekretaer Javier Solana wird am Donnerstag, 17. Mai 2007 in Aachen mit dem renommierten Internationalen Karlspreis der Stadt Aachen ausgezeichnet

Solana com o prêmio em 2007

Desde sua criação, em 1950, o Prêmio Carlos Magno já foi concedido a dezenas de personalidades, sejam chefes de governo, como Konrad Adenauer, Tony Blair e Bill Clinton, ou Frère Roger, fundador da Comunidade de Taizé. Também a Comissão Européia, o euro e a população de Luxemburgo estão entre os premiados.

Em 2004, foi atribuída uma medalha do Prêmio Carlos Magno excepcional ao Papa João Paulo 2º. Em 2007, o homenageado foi o encarregado de segurança e de política externa da União Européia (UE), Javier Solana.

Merkel é a quarta mulher a receber a distinção. Antes dela, haviam sido laureadas Simone Veil (1981), Gro Harlem Brundtland (1994) e a rainha Beatrix da Holanda (1996).

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados