Maximalismo: chegou a vez do “mais é mais” | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 08.05.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Maximalismo: chegou a vez do “mais é mais”

[Vídeo] Um século depois da Bauhaus, a estética sóbria do "menos é mais" cede lugar ao "mais é mais". O maximalismo parece ser a nova tendência do design. Em Londres, lojas e cafés já aderiram ao novo estilo.

Assistir ao vídeo 04:41

Será que o maximalismo é apenas um delírio passageiro ou deve se tornar uma alternativa ao design sóbrio que moldou as últimas décadas? Abigail Ahern, uma das pioneiras neste estilo de design de interiores, está certa de que ele veio para ficar: “Eu não acho que seja só uma tendência momentânea. É um estilo complicado, que deixa as pessoas receosas, mas sinto que está ganhando adeptos. Eu não acho que você possa se sentir completamente feliz tendo apenas uma mesa, com algumas cadeiras ao redor e um monte de parede branca. Seria incrível se a Bauhaus fosse deixada para trás, assim como o minimalismo escandinavo, e o maximalismo pudesse permanecer por mais cem anos. Acho que se todos nós abraçássemos a ideia do mais é mais, viveríamos em um lugar mais feliz”.