Marta é nomeada embaixadora da ONU Mulheres | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 12.07.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Marta é nomeada embaixadora da ONU Mulheres

Atacante brasileira eleita cinco vezes melhor jogadora do mundo é escolhida para trabalhar pela igualdade de gênero no esporte e fora dele. "Marta é um modelo excepcional para mulheres e meninas", diz ONU.

Marta em comemoração de vitória contra a Suécia nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016

Marta em comemoração de vitória contra a Suécia nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016

A atacante brasileira Marta foi escolhida nesta quinta-feira (12/07) pela ONU Mulheres como Embaixadora da Boa Vontade para mulheres e meninas no esporte.

No cargo, Marta poderá trabalhar a favor da "igualdade de gênero e empoderamento em todo o mundo, inspirando mulheres e meninas a desafiar estereótipos, superar barreiras e seguir seus sonhos e ambições, inclusive no esporte", afirmou a ONU Mulheres em nota.

Marta, de 32 anos, é a maior artilheira da história do Mundial feminino de futebol e recebeu cinco vezes o prêmio de melhor jogadora do mundo. Hoje ela atua no time Orlando Pride – na Liga Nacional Feminina de Futebol dos Estados Unidos –, e como atacante da seleção brasileira.

"Marta é um modelo excepcional para mulheres e meninas de todo o mundo. Sua experiência de vida conta uma poderosa história do que pode ser conseguido com determinação, talento e coragem", destacou a diretora da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka.

"Estamos ansiosas para trabalhar de perto com Marta para trazer o poder transformador do esporte para mais mulheres e meninas, e para construir rapidamente a igualdade", disse.

Marta já havia colaborado com a ONU como parte do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com foco especial no empoderamento das mulheres. 

Em comunicado, a jogadora disse estar honrada por ter recebido o convite da ONU Mulheres e se comprometeu a trabalhar para "garantir que mulheres e meninas de todo o mundo tenham as mesmas oportunidades que os homens e os meninos para desenvolver seu potencial".

"As mulheres estão demonstrando que podem ter sucesso nos papéis e postos antes ocupados por homens", disse, destacando que, por meio do esporta, mulheres e meninas podem desafiar estereótipos de gênero e aumentar sua autoestima, entre outros benefícios.

LPF/efe/abr/ots

_____________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais