Mais de 20 imigrantes morrem em naufrágio no Mediterrâneo | Notícias internacionais e análises | DW | 04.11.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Mais de 20 imigrantes morrem em naufrágio no Mediterrâneo

Navios de operação da União Europeia resgataram 700 pessoas em apenas um dia. Imigrantes socorridos eram originários da África subsaariana, Paquistão, Líbia, Bangladesh, entre outros países.

Um navio militar espanhol encontrou nesta sexta-feira (03/11), no Mar Mediterrâneo, 23 cadáveres em um bote inflável parcialmente naufragado que seguia rumo à Itália. Sessenta e quatro pessoas que viajavam na mesma embarcação foram resgatadas.  

O bote foi visto no mar por um helicóptero do navio Cantabria, que faz parte da operação da União Europeia contra o tráfico de humanos na região, e o salvamento foi coordenado pela central da Guarda Costeira italiana em Roma.

No total, mais de 700 pessoas foram resgatadas no mar apenas nesta sexta-feira por navios que fazem parte da operação. "Um dia difícil no Mar Mediterrâneo Central", afirmou a Eunavfor Med, responsável pelos resgates, acrescentando que as operações começaram ainda no início da manhã.

Os imigrantes socorridos eram originários da África subsaariana, Paquistão, Líbia, Bangladesh, Argélia, Egito, Nepal, Marrocos, Sri Lanka, Iêmen, Síria e Jordânia.

Na quarta-feira, mais de 900 pessoas foram regatadas enquanto tentavam cruzar o mar. Outras sete foram encontradas sem vida. 

Os novos resgates ocorrem num momento de desaceleração da crise migratória na região, após a Itália ter registrado recorde de chegadas de deslocados externos em 2016. Entre 1º de janeiro e 3 de novembro de 2017, 111.716 imigrantes desembarcaram em portos italianos, número 29,97% menor que o do mesmo período do ano anterior.

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

JPS/ansa/rt

 

Leia mais