Mais da metade dos alemães têm excesso de peso | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 31.01.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Mais da metade dos alemães têm excesso de peso

Estudo revela que 66% dos homens e 51% das mulheres na Alemanha têm excesso de peso. O problema atinge principalmente pessoas com baixo nível de instrução. Quase 10% das adolescentes são muito magras.

default

Erros alimentares são risco à saúde

Dois terços dos homens e mais da metade das mulheres na Alemanha têm excesso de peso, disse Horst Seehofer, ministro alemão de Defesa do Consumidor, ao apresentar nesta quarta-feira (30/01) em Berlim os resultados de um estudo feito pelo seu ministério em todo o país entre 2005 e início de 2007.

Seehofer afirmou que 20% dos alemães são obesos, o que aumenta o risco de contraírem doenças circulatórias ou diabetes. O ministro ressaltou ainda a falta de conhecimento sobre os riscos de uma alimentação errada. Quando se trata de problemas relacionados à alimentação, os alemães se preocupam muito mais com carne deteriorada, hormônios e pesticidas do que com o fato de comer em excesso ou a falta de variedade no cardápio.

O estudo revelou que o grau de instrução é um fator determinante para o excesso de peso: quanto mais elevado o certificado de conclusão do ensino médio, mais baixo o índice de massa corporal (BMI). Da mesma forma, esse índice diminui na medida em que aumenta a renda per capita.

Garotas muito magras

Übergewicht Frau im Bikini

A obesidade atinge 20% dos alemães, segundo o estudo

Segundo o estudo, 66% dos homens e 51% das mulheres têm excesso de peso. Por outro lado, quase 10% das garotas entre 14 e 17 anos de idade são muito magras. Em geral, 16,4% das garotas nesta faixa etária têm excesso de peso ou são obesas. Entre os rapazes, essa cota é de 18,1%.

Outros aspectos apontados pelo estudo:

− Hamburgo e Bremen são as cidades onde moram menos pessoas obesas na Alemanha,

− a maior quantidade de alemães com excesso de peso ou com obesidade reside no estado de Schleswig-Holstein,

− a obesidade é um problema especialmente das pessoas mais pobres, atingindo por exemplo 35% das mulheres nessa faixa social,

− pessoas solteiras geralmente tendem a ter peso normal, enquanto casados, viúvos e divorciados são mais gordos,

− os alemães gastam em média 2,5 horas por semana com "leves atividades esportivas",

− quando fazem compras, os alemães atentam em primeiro lugar para critérios como sabor, se o produto é fresco e prazo de validade,

− apenas 8% dos alemães conhecem a quantidade diária de calorias que precisam ingerir para manter a saúde,

− dois terços das mulheres e um terço dos homens consideram-se bons ou muito bons cozinheiros.

Seniorin in einem Supermarkt in Österreich

Sabor e prazo de validade são importantes para os alemães

O estudo, realizado com 20 mil pessoas entre 14 e 80 anos de idade, considerou diferentes aspectos, como estilo de vida, hábitos de consumo e conhecimentos culinários, além de atividades esportivas e cuidados com a saúde.

Mais informações nas embalagens

Em reação ao estudo, o ministro de Defesa do Consumidor anunciou um plano de ação para esclarecer sobre os riscos à saúde causados por erros alimentares. A alimentação saudável deve ser do interesse de cada um, disse Seehofer. Para uma melhor orientação do consumidor, o ministro quer mais informações nas embalagens dos alimentos.

Nesse sentido, ele saudou as sugestões feitas pela União Européia em Bruxelas nesta quarta-feira, para que informações claras e legíveis sobre os teores de açúcar, sal e gordura estejam bem visíveis na embalagem do produto. (rw)

Leia mais