Maioria dos americanos vê aumento da corrupção na era Trump | Notícias internacionais e análises | DW | 12.12.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estados Unidos

Maioria dos americanos vê aumento da corrupção na era Trump

Em um ano, cresce também o número de pessoas nos EUA que apontam corrupção como endêmica na Casa Branca, diz estudo da Transparência Internacional. Quase 70% consideram que governo está falhando no combate à prática.

Donald Trump

Críticos apontam conflitos de interesses na gestão de Trump

Quase seis em cada dez americanos acreditam que a corrupção aumentou nos Estados Unidos ao longo do primeiro ano do governo de Donald Trump, revelou um estudo divulgado nesta terça-feira (12/12) pela Transparência Internacional.

Leia mais: Populismo dificulta combate à corrupção, afirma Transparência

De acordo com o levantamento da ONG especializada no combate à corrupção, 44% dos americanos afirmaram que a corrupção é endêmica na Casa Branca, o que representa um aumento de oito pontos percentuais em relação ao ano anterior. 

O presidente e seu gabinete ultrapassaram ainda o Congresso na percepção da instituição governamental mais corrupta do país. Quase sete em cada dez pessoas acreditam que o governo está falhando no combate à corrupção. Em 2016, metade dos americanos tinha essa opinião.

Assistir ao vídeo 01:39

Os países mais corruptos do mundo

"Nossos representantes eleitos estão falhando em recuperar a confiança na habilidade de Washington de servir às pessoas e continuam parecendo representar os interesses corporativos de elite", afirmou a representante da Transparência Internacional para os EUA, Zoe Reiter.

O estudo apontou ainda que para 55% dos americanos o medo de retaliações é o principal motivo para não denunciar casos de corrupção, um aumento de 24 pontos percentuais em relação a 2016.

Desde que assumiu a presidência, Trump não se afastou totalmente de seus negócios, e críticos denunciam conflitos de interesses em diversas políticas de seu governo, que beneficiariam suas empresas.

Para o estudo, a Transparência Internacional entrevistou mais de 1 mil pessoas entre outubro e novembro. A margem de erro é de 3,1%.

CN/afp/ots

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados