1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Macron ao lado de homens fardados para posse
Macron tomou posse para seu segundo mandato como presidente da França em cerimônia no Palácio do EliseuFoto: Gonzalo Fuentes/Pool/AP/picture alliance
PolíticaFrança

Macron toma posse para seu segundo mandato na França

7 de maio de 2022

Presidente francês disse que sua prioridade no curto prazo é evitar que guerra na Ucrânia se intensifique e que fará um "novo" mandato, não apenas uma continuidade. Eleições legislativas em junho ditarão governabilidade.

https://www.dw.com/pt-br/macron-toma-posse-para-seu-segundo-mandato-na-fran%C3%A7a/a-61720856

O presidente francês, Emmanuel Macron, tomou posse neste sábado (07/05) para seu segundo mandato, após sua vitória eleitoral em 24 de maio sobre a rival de extrema direita Marine Le Pen.

Em discurso na cerimônia de posse no Palácio do Eliseu, em Paris, com cerca de 500 convidados, Macron prometeu "primeiro tomar medidas para evitar uma nova escalada após a agressão da Rússia à Ucrânia".

Ele também mencionou a necessidade de inovar em um momento de desafios sem precedentes para o mundo e disse que seu segundo mandato seria "novo", e não apenas uma continuação de seus primeiros cinco anos no cargo.

Macron respondeu às críticas de muitos eleitores de que ele se mostrou sem contato com a realidade e arrogante durante seu primeiro mandato. Ele prometeu agir com "respeito" e "consideração". Ele também se comprometeu a "construir um planeta que seja mais habitável, uma França mais viva e uma França mais forte".

"Vamos agir incansavelmente com um objetivo, que é ser uma nação mais independente, viver melhor e construir nossas próprias respostas francesas e europeias aos desafios do século", disse Macron. Ele falou ainda em tornar as escolas mais inclusivas e fazer com que o sistema de saúde seja mais acessível.

O principal desafio doméstico de Macron será a crise do custo de vida em meio a seus planos para reformar o sistema previdenciário da França e aumentar a idade mínima de aposentadoria.

Hollande e Sarkozy entre os convidados

Depois de seu discurso, Macron aproveitou para cumprimentar e conversar individualmente com dezenas de convidados, incluindo os ex-presidentes François Hollande e Nicolas Sarkozy.

Macron também recebeu o colar do Grande Mestre da Legião de Honra, a mais alta honraria da França. Em uma tradição que remonta à Idade Média, 21 tiros de canhão foram disparados do complexo militar no memorial dos inválidos para celebrar a sua posse.

É a primeira vez em duas décadas em que um líder francês cumprirá um segundo mandato. Jacque Chirac foi o último, quando ele foi reeleito em 2002.

Eleições legislativas em junho

A França também está se preparando para as eleições legislativas em junho. Na semana passada, partidos de esquerda anunciaram uma nova aliança com o objetivo de eleger uma grande bancada e restringir os poderes de Macron. 

Em breve, Macron deverá nomear um novo primeiro-ministro no lugar do atual, Jean Castex, para liderar o novo governo. Seu novo mandato de cinco anos começa formalmente no dia 13 de maio.

bl (AFP, AP, dpa, Reuters)