Músculo artificial é criado por engenheiros da Universidade de Columbia | Novidades da ciência para melhorar a qualidade de vida | DW | 29.09.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Músculo artificial é criado por engenheiros da Universidade de Columbia

Músculo sintético ergue objetos mil vezes mais pesados do que ele. É considerado passo enorme para a concepção de robôs humanoides.

Assistir ao vídeo 01:22

O tecido artificial pode ser impresso em 3D, o que o torna muito mais econômico e sem limites quanto à forma. Ele é produzido com etanol e um bloco sólido de silicone. O músculo artificial não precisa de uma bomba externa, ele se dilata quando é aquecido eletronicamente. A dilatação chega a 900% do volume
original do músculo. Materiais macios e flexíveis são úteis para robôs que interagem com pessoas. A reprodução de expressões faciais e formas do corpo poderiam ficar mais fáceis. Mas os pesquisadores ainda não concluíram o trabalho. Eles querem usar inteligência artificial para controlar os músculos sintéticos e criar robôs cada vez mais parecidos com as pessoas.