Le Pen deixa presidência da Frente Nacional | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 24.04.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

França

Le Pen deixa presidência da Frente Nacional

Líder da extrema direita francesa justifica decisão, de caráter temporário, afirmando que pretende ser "somente a candidata presidencial". Pesquisa coloca Macron na frente, com 64% contra 36% no segundo turno.

A populista de direita Marine Le Pen

A populista de direita Marine Le Pen

A candidata presidencial francesa Marine Le Pen anunciou nesta segunda-feira (24/04) que está deixando temporariamente a liderança da Frente Nacional. "Sou somente a candidata presidencial", afirmou, acrescentando que pretende estar "acima de considerações partidárias".

"Nesta noite, não sou presidente da Frente Nacional. Sou uma candidata que deseja unir os franceses em torno de seu projeto de esperança, de prosperidade e de segurança", disse a populista de direita em entrevista à emissora France 2.

A decisão foi interpretada por analistas como uma tentativa de ampliar o eleitorado dela na disputa do segundo turno contra o centrista Emmanuel Macron. Uma pesquisa do instituto Elabe, divulgada nesta segunda-feira, colocou Macron na frente, com 64% dos votos, contra 36% para Le Pen. O segundo turno está marcado para 7 de maio.

Desde que assumiu a presidência da Frente Nacional, em 2011, Le Pen tem se esforçado para livrar o partido da sua imagem racista e antissemita, passando a focar nas críticas à imigração, ao islã e à União Europeia.

AS/ap/afp/efe/rtr

Assistir ao vídeo 01:53
Ao vivo agora
01:53 min

Macron e Le Pen no duelo final para presidência da França

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados