Kim Jong-un recebe ministro russo do Exterior | Notícias internacionais e análises | DW | 31.05.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Kim Jong-un recebe ministro russo do Exterior

A poucos dias de uma histórica cúpula entre a Coreia do Norte e os EUA, a Rússia também disputa as atenções do líder comunista. Lavrov transmite saudações de Putin e convida Kim pessoalmente para visitar seu país.

Sergei Lavrov (esq.) encontrou-se com Kim em Pyongyang

Sergei Lavrov (esq.) encontrou-se com Kim em Pyongyang

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, recebeu nesta quinta-feira (31/05), em Pyongyang, o chefe da diplomacia russa, Sergei Lavrov. Segundo o Ministério do Exterior em Moscou, este convidou Kim para visitar seu país: "Venha para a Rússia, ficaremos muito felizes de vê-lo."

Além disso, transmitiu-lhe saudações do presidente Vladimir Putin, o qual teria "apreciado muito" os parabéns do dirigente comunista por ocasião de sua reeleição como presidente, em março.

O ministro do Exterior afirmou, ainda, que a Rússia apoia a paz e o progresso na península coreana e valoriza muito a declaração assinada pelas Coreias do Norte e do Sul em sua recente cúpula na localidade fronteiriça de Panmunjom.

A visita e o convite vêm num momento em que não só Seul como também Washington cortejam o Estado insular comunista. Está marcada para 12 de junho, em Cingapura, uma cúpula entre Kim e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mesmo depois de este ter cancelado a reunião, acusando o norte-coreano de "tremenda ira e hostilidade aberta".

Outro pomo da discórdia é o papel da "desnuclearização" da península numa eventual normalização das relações com Pyongyang. Em sua visita à capital, Lavrov aconselhou cautela nas negociações sobre o programa nuclear norte-coreano.

É preciso resistir à tentação de exigir "tudo e já", comentou, após encontro com seu homólogo Ri Yong-ho. Assim, Lavrov defendeu uma suspensão gradual das sanções à Coreia do Norte, em troca de sua renúncia gradual às armas atômicas.

Na terça-feira, o general Kim Yong-chol, vice-presidente do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores, viajou para os EUA, para encontrar-se com o secretário de Estado Mike Pompeo. Trata-se da primeira visita de um alto funcionário da Coreia do Norte aos Estados Unidos, desde 2000.

AV/rtr,afp

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram

Leia mais