Justiça turca manda soltar oito ativistas de direitos humanos | Notícias internacionais e análises | DW | 25.10.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Justiça turca manda soltar oito ativistas de direitos humanos

Entre eles está a diretora turca da Anistia Internacional, Idil Eser, e o especialista em TI alemão Peter Steudtner. Grupo poderá responder em liberdade processo no qual são acusados de envolvimento com terrorismo.

Grupo protesta em frente a tribunal durante julgamento de ativistas de direitos humanos na Turquia

Grupo protesta em frente a tribunal durante julgamento de ativistas de direitos humanos na Turquia

Um tribunal em Istambul ordenou nesta quarta-feira (25/10) que oito ativistas de direitos humanos detidos na Turquia sejam soltos. Entre eles estão a diretora turca da Anistia Internacional, Idil Eser, e o ativista e especialista em TI alemão Peter Steudtner. Os ativistas poderão responder ao processo judicial em liberdade.

O grupo e mais outros três ativistas são acusados de "cometer crimes em nome de uma organização terrorista". A maioria deles foi presa no início de julho durante um workshop sobre comunicação digital e segurança de dados, promovido pela Anistia Internacional. Dois dos detidos já haviam sido soltos sob fiança.

A procuradoria acusa o grupo de ter ligações com o proibido Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e com o movimento liderado por Fethullah Gülen, que é acusado de orquestrar a tentativa de golpe no país no ano passado. O religioso, exilado nos Estados Unidos desde 1999, nega ter dado ordens a seus seguidores para que executassem o golpe de Estado.

A próxima audiência do julgamento está marcada para 22 de novembro. Se considerados culpados das acusações, os ativistas podem ser condenados a 15 anos de prisão.

A detenção do grupo de ativistas acirrou a tensão entre Ancara e a União Europeia (UE). Em reação às prisões, a Alemanha classificou a medida como arbitrária e anunciou o endurecimento de suas advertências de viagem à Turquia.

CN/afp/rtr/dpa

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais