Justiça espanhola permite que Puigdemont participe de eleições | Notícias internacionais e análises | DW | 06.05.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Europa

Justiça espanhola permite que Puigdemont participe de eleições

Tribunais autorizam que ex-chefe de governo da Catalunha que liderou iniciativa separatista em 2017 concorra nas eleições europeias. Decisão também beneficia dois ex-integrantes do seu governo.

EU l Puigdemont - Spitzenkandidat bei der Europawahl (Imago/Belga/T. Roge)

Puigdemont vive na Bélgica desde 2017

Dois tribunais de Madri permitiram nesta segunda-feira (06/05) que o ex-presidente do governo regional da Catalunha Carles Puigdemont e dois ex-integrantes de sua gestão, Clara Ponsatí e Antoni Comín, concorram às eleições ao Parlamento Europeu, marcadas para o dia 26 de maio.

A decisão foi revelada depois que a Junta Eleitoral Central (JEC) decidiu na semana passada excluí-los de uma lista de concorrentes. O Supremo Tribunal da Espanha ordenou ontem que estes dois tribunais resolvessem a questão envolvendo os três aspirantes, que são investigados por participação no processo unilateral de independência da Catalunha de outubro de 2017.

Puigdemont, que liderou a tentativa de separação, vive na Bélgica desde então, assim como Comín. Ponsatí, por sua vez, mora na Escócia.

Estas sentenças de hoje anulam a decisão da JEC, que aceitou a argumentação do Partido Popular (conservador) e dos Ciudadanos (liberal). As duas formações políticas afirmaram que Puigdemont, Comín e Ponsatí não possuem as condições para serem eleitores e também não podem ser escolhidos em um pleito democrático, por não estarem na Espanha e nem registrados no censo oficial de residentes no exterior.

No entanto, os integrantes do Supremo consideraram que entre as possibilidades estabelecidas pela lei eleitoral para determinar a ilegibilidade "não há necessidade de estar à revelia, como os recorrentes são". Também afirmaram que, embora os três estejam fora da Espanha, estão registrados em um município espanhol e os órgãos competentes não os tiraram do cadastro de moradores.

JPS/efe

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais