Jovem mata mulher com facão no sul da Alemanha | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 24.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Jovem mata mulher com facão no sul da Alemanha

Agressor, um refugiado sírio de 21 anos com passagem pela polícia, teria discutido com mulher antes de atacá-la. Ele foi preso após ser atropelado por um carro. Autoridades descartam motivação terrorista.

O local onde a mulher foi morta: assassinato teria sido precedido de discussão

O local onde a mulher foi morta: assassinato teria sido precedido de discussão

Um refugiado sírio de 21 anos atacou passantes neste domingo (24/07) na cidade de Reutlingen, no sul da Alemanha, usando um facão. Uma mulher morreu e outras cinco pessoas ficaram feridas.

O jovem já tinha passagens pela polícia por agressão e foi preso. O motivo do ataque ainda é desconhecido.

Segundo o jornal Bild, os relatos são de que o agressor estava fora de si, chegando a correr atrás de uma viatura da polícia com o facão pelas ruas da cidade. Ele foi atropelado, de forma proposital, por um carro que passava em frente ao local do crime, e depois foi detido.

A vítima seria uma mulher que trabalhava numa lanchonete turca na cidade, que fica no estado de Baden-Württemberg. Testemunhas contaram à polícia que o agressor teve uma discussão com a vítima antes de atacá-la.

Imagens publicadas por um jornal local mostram o homem imobilizado no chão, cercado por policiais e com manchas de sangue nos braços. A alguns metros dele, uma espécie de machete, que seria a arma usada no crime.

Deutschland Reutlingen Mann mit Machete tötet Frau und verletzt mehrere

As autoridades também descartam uma motivação terrorista para o ataque

"Ele agiu sozinho", informou a polícia de Reutlingen. "A população de Reutlingen e região não está ameaçada." As autoridades descartaram uma motivação terrorista para o ataque.

O ministro do Interior do estado de Baden-Württemberg, Thomas Strobl (CDU), elogiou a intervenção rápida da polícia. "Felizmente, o agressor foi preso, não representando mais nenhum perigo", afirmou.

O ataque ocorreu dois dias depois de um atirador de 18 anos matar nove pessoas e ferir 35 numa região de compras em Munique. O jovem alemão de origem iraniana planejou o assassinato em série por um ano, de acordo com as investigações.

Na última segunda-feira, um rapaz afegão de 17 anos, portando um machado e uma faca, atacou passageiros de um trem nos arredores da cidade de Würzburg, também no sul da Alemanha, deixando cinco feridos. Ele jurou lealdade ao "Estado Islâmico" (EI).

RPR/KG/dpa/rtr/ots

Leia mais