Jejum: um hábito saudável? | DW Brasil | Notícias e análises do Brasil e do mundo | DW | 30.04.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

NOTÍCIAS

Jejum: um hábito saudável?

Sim, mas não para todo mundo. Os detalhes você fica sabendo no Futurando.

Fazer jejum está na moda. Mas a prática não é indicada para todo mundo, como você vai ver no Futurando desta semana. Pessoas com idade avançada ou com alguma doença cardiovascular precisam tomar cuidado. Se esse não é o seu caso, a boa notícia é que, com acompanhamento médico, os benefícios de ficar algumas horas - ou dias - sem comer são muitos. Vamos mostrar quais são eles e como tirar o melhor proveito do jejum.

Há diversas formas de se fazer jejum. O jejum intermitente, por exemplo, é uma opção. Para especialistas, é um jeito de incluir o jejum na rotina em longo prazo. O nosso corpo, aliás, é geneticamente preparado para isso. Nossos ancestrais, por exemplo, ficavam longos períodos sem ingerir nenhuma comida até aparecer uma caça. No programa você também vê mais sobre o jejum intermitente. 

Uma das consequências do jejum é o emagrecimento. Mas o nosso peso, independente do que comemos, varia de acordo com a nossa posição geográfica. Podemos ficar levemente mais magros ou mais gordos dependendo do local. A força da gravidade tem um papel importante e a nossa reportagem vai explicar o porquê.

O Futurando traz ainda os detalhes do processo de desenvolvimento de um plástico feito a partir de penas de galinha. É a proposta de um centro de inovações na Suíça. O produto final é menos agressivo ao meio ambiente e seria uma forma de tentar, pelo menos em parte, resolver o problema do acúmulo de lixo plástico no planeta.

Vamos falar de um outro grande desafio da atualidade, que é a produção de energia renovável. Um dos principais problemas enfrentados pela ciência é chegar a um método de armazenamento da energia produzida nos dias de muito sol e de muito vento. Uma das possibilidades é usar o hidrogênio.

Você vai conhecer nesta edição o e.Go Life, um carro urbano movido a eletricidade e planejado para fabricação em série. Nós conversamos com o engenheiro desenvolvedor do modelo. O projeto nasceu na Universidade Técnica de Aachen, na Alemanha. O preço inicial deve ser de 16 mil euros e esse é considerado o maior trunfo do automóvel.

O programa

O Futurando traz novidades sobre ciência, meio ambiente e tecnologia e é produzido todas as semanas pela redação brasileira da Deutsche Welle, em Bonn, na Alemanha.

O programa é exibido, no Brasil, pelo Canal Futura às terças-feiras, às 22h30 com reprise às quartas 16h30, quintas, sábados e segundas; pela Rede Minas aos sábados, às 14h30, com reprise às sextas-feiras, às 13h30; pela TV Brasil todas as terças, às 21h45, com reprise às quintas, às 3h15; pela TV Cultura aos domingos às 00h, com reprise todas as quartas às 22h30; pela TV Câmara Tupã todos os sábados às 18h, com reprise às terças-feiras, às 19h40 e pela TV Climatempo aos sábados às 9h30, com reprise às terças e aos domingos. Você também pode ver vídeos do programa no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

O Futurando é transmitido ainda em Moçambique pela Rede Tim, aos sábados, às 14h30.