Inquérito contra ex-árbitro alemão por assédio sexual é encerrado por falta de provas | Leia as principais notícias sobre o futebol internacional | DW | 26.05.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Inquérito contra ex-árbitro alemão por assédio sexual é encerrado por falta de provas

A Promotoria de Augsburgo encerrou o inquérito contra o ex-membro da comissão de arbitragem da DFB. As investigações não provaram que ele tenha cometido assédio sexual contra jovens árbitros.

default

Manfred Amerell

A Promotoria Pública de Augsburgo encerrou o inquérito sobre o caso Manfred Amerell, ex-membro da comissão de arbitragem da Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão). "Por falta de provas suficientes" foram encerrados tanto o inquérito contra Amerell, por assédio sexual, quanto o inquérito de calúnia contra o árbitro Michael Kempter, entre outros, segundo comunicado desta quarta-feira.

Os interrogatórios, assim como a investigação de e-mails e mensagens de celular, não forneceram indícios suficientes de que Amerell "estava conscientemente tentando vencer a resistência dos quatro árbitros a seus atos sexuais".

Em fevereiro passado, quando surgiram as acusações, Amerell foi afastado de seu cargo de supervisor de árbitros na DFB. À época, a federação havia afirmado, pela natureza das acusações, ter convicção de que o Amerell tinha violado claramente suas obrigações.

TM/dpa/ap
Revisão: Simone Lopes

Leia mais