Incêndio na Califórnia ameaça desalojar milhares de pessoas | Notícias internacionais e análises | DW | 03.08.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Meio ambiente

Incêndio na Califórnia ameaça desalojar milhares de pessoas

Mais de dois mil bombeiros trabalham no combate ao fogo que já consumiu mais de oito mil hectares a leste de Los Angeles. Colunas de fumaça ficaram visíveis por quilômetros.

Bombeiros tentam combater chamas gigantes na Califórnia

Incêndio devastou oito mil hectares de vegetação seca na Floresta Nacional de San Bernardino, a leste de Los Angeles

Um incêndio florestal fora de controle no sul da Califórnia ameaça desalojar milhares de pessoas e destruir casas a leste de Los Angeles. Um recorde de baixa umidade na vegetação e no ar e altas temperaturas estão alimentando o incêndio, segundo relatou nesta segunda-feira (03/08) o Serviço Florestal dos Estados Unidos.

O incêndio eclodiu na sexta-feira em Cherry Valley, uma área perto da cidade de Beaumont, cerca de 137 quilômetros a leste do centro de Los Angeles. As chamas já consumiram mais de oito mil hectares. As colunas de fumaça ficaram visíveis por quilômetros e contribuíram para a baixa qualidade do ar.

As ordens de evacuação obrigaram quase 7.800 pessoas a deixar suas casas. As autoridades afirmaram que não está claro quando os moradores poderão retornar.

Bombeiro vê de cima a fumaça cobrindo a cidade de Banning, na Califórnia

Bombeiro vê do topo de um morro a fumaça do incêndio florestal cobrindo a cidade de Banning, na Califórnia

Nesta segunda-feira, cerca de 2.260 bombeiros trabalharam no combate às chamas. Eles contaram com o apoio de helicópteros, aviões e caminhões-tanque. As equipes conseguiram conter cinco por cento do incêndio, depois de terem perdido o controle total no domingo.

As beiradas do incêndio estão queimando em montanhas escarpadas, difíceis de serem acessadas pelas equipes de bombeiros. As autoridades permitiram que as chamas subissem ao lado do Monte San Giorgino, um pico de 3.350 metros, porque não era seguro permitir que as equipes trabalhassem em terrenos tão íngremes e acidentados, disse Lisa Cox, porta-voz do Serviço Florestal dos EUA.

Bombeiro combate chamas na Califórnia

As bordas do incêndio estão queimando em montanhas escarpadas, difíceis de serem acessadas pelos bombeiros

Não há relatos de vítimas fatais. Os únicos danos relatados estão relacionados a dois edifícios e uma casa. Acampamentos e trilhas para caminhadas foram fechadas. Autoridades relataram que o incêndio pode ter sido deliberado e uma investigação está em andamento.

PV/afp/ap

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter