Imprensa alemã celebra ″show de Götzinho″ na vitória sobre o Brasil | Leia as principais notícias sobre o futebol internacional | DW | 11.08.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Imprensa alemã celebra "show de Götzinho" na vitória sobre o Brasil

Jornais e revistas alemãs exaltam atuação do meia Mario Götze, do Borussia Dortmund, e afirmam que a seleção alemã apresentou um futebol encantador contra os brasileiros, merecendo a vitória por 3 a 2.

default

Götze: o destaque da partida

"Alemanha entusiasma contra o Brasil", "Alemanha encanta contra o Brasil" ou "Dinâmica seleção alemã desencanta o Brasil": é o que escreve a imprensa alemã sobre o amistoso desta quarta-feira (10/08), diante de 54.767 espectadores em Stuttgart. A Alemanha venceu por 3 a 2.

O centro das atenções da imprensa é o jovem meia Mario Götze, de 19 anos, que joga para o Borussia Dortmund. Götze, que os jornalistas alemães gostam de chamar de Götzinho, foi o autor do segundo gol da Alemanha.

Desde 1993 a Alemanha não vencia o Brasil. Das 21 partidas já realizadas entre as duas equipes, essa foi apenas a quarta derrota da seleção canarinho. Apesar de destacar o papel dos craques Robinho e Neymar, autores dos dois gols brasileiros, os jornais alemães deixaram claro que foi a Alemanha quem dominou o jogo.

Spiegel Online: em busca de prestígio

O site Spiegel Online afirmou que, tanto para o Brasil quanto para a Alemanha, vencer o jogo era uma questão de prestígio. Após 18 anos sem vencer o Brasil, a Alemanha precisava provar que era capaz de triunfar contra a seleção verde-amarela. Esta, por sua vez, desejava compensar a recente e "embaraçosa" eliminação na Copa América, contra o Paraguai, em julho.

Para a revista, quem conduziu o time à vitória foi "um excepcional Mario Götze", do Dortmund. Jogando em casa, os alemães mostraram boas combinações de jogo e quase não deixaram os brasileiros desenvolver suas jogadas.

"Jogadores virtuosos, boas combinações, gols dignos de serem vistos: tudo isso se espera de um jogo do Brasil. E isso também foi oferecido aos quase 55 mil espectadores em Stuttgart - só que pela seleção alemã", escreve o site.

Flash-Galerie Fußball Freundschaftsspiel Deutschland - Brasilien

Os craques brasileiros Neymar e Robinho em disputa de bola com o veterano Bastian Schweinsteiger



Kicker: bloqueio bávaro

Apesar de exaltar os alemães logo na manchete, dizendo que desencantaram o Brasil, o site da revista esportiva alemã Kicker foi mais comedido sobre a supremacia alemã na partida. Segundo a publicação, o time de Joachim Löw precisou de bastante tempo para aproveitar o domínio de jogo e marcar os gols decisivos. Quem brilhou, escreve o site, foi o "genial Götze".

A Kicker aponta que o técnico alemão apostou em um bloqueio bávaro. Na ausência dos craques do Real Madrid, Khedira e Özil, Löw colocou sete jogadores de Munique em campo, completando a esquadra com Hummels e Götze, do Dortmund, Träsch, do Wolfsburg, e Podolski, do Colônia.

Mano Menezes também apostou em jovens craques: os atacantes Neymar, Pato e Robinho. Na defesa, a ex-estrela da Bundesliga, Lucio, segurou as pontas. Para a Kicker, a partida deixou claro que a seleção brasileira está numa fase de transição.

Bild: vitória mais que merecida

Para o jornal popular Bild, a vitória da Alemanha sobre a seleção pentacampeã foi mais que merecida. Os preciosos jogadores brasileiros Neymar e Pato quase desapareceram em meio à forte defesa comandada por Mats Hummels, considerou o jornal. "O brasileiros precisaram de um pênalti para chegar ao primeiro gol."

Como toda a imprensa alemã, o Bild destacou o papel de Götze no jogo: "Götzinho encanta a Alemanha", escreve o jornal, que destaca ainda Bastian Schweinsteiger como uma importante peça da equipe.

"Ele encontra a melhor solução para cada situação. São as coisas simples que o fazem genial", declarou o técnico Löw sobre Götze. A declaração foi destacada pelo Bild, para quem "Götzinho" fez jus ao apelido brasileiro.

Flash-Galerie Fußball Freundschaftsspiel Deutschland - Brasilien

Schweinsteiger comemora primeiro gol com a equipe



Die Zeit: Alemanha encantou a torcida

"Diante de 54.767 em um estádio lotado, o time do técnico Joachim Löw encantou a torcida com um jogo rápido e belas combinações", afirmou o jornal Die Zeit. Para a publicação, os alemães estiveram tecnicamente em pé de igualdade com os brasileiros, mostrando segurança e entusiasmo.

O jornal pondera, entretanto, que as chances claras dos atacantes alemães contra a defesa comandada por Lucio só vieram após o intervalo. Lucio, ex-jogador do Bayer Leverkusen e do Bayern de Munique, deixou a perna diante de Toni Kroos e, aos 15min do segundo tempo, o veterano Schweinsteiger marcou o primeiro gol alemão, de pênalti.

Além da destacar as atuações de Götze e Schweinsteiger, o Die Zeit ressaltou a atuação do meio-campista Kroos, que "participou de quase todas as jogadas de ataque".

Süddeutsche Zeitung: bom para a autoestima

Para o Süddeutsche Zeitung, o time de Löw, que até a Copa do Mundo de 2010 ainda se mantinha fiel ao estigma de raramente vencer times grandes, deu um show na noite desta quarta-feira, em uma partida boa para a "autoestima". O jogo foi uma evidência para mais um salto de qualidade da seleção alemã, considerou o jornal.

"O primeiro gol foi de pênalti, batido com precisão por Bastian Schweinsteiger. Frio e eficiente, com pouca arte. Mas o que veio depois tinha algo de brasileiro, com a particularidade que eram os homens de branco e preto que encantavam. Por 3 a 2 a seleção alemã de futebol venceu o Brasil na noite de quarta-feira", escreve o jornal.

Autora: Luisa Frey
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais