Igrejas reabrem após ataques no Sri Lanka | Notícias internacionais e análises | DW | 12.05.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Igrejas reabrem após ataques no Sri Lanka

Templos católicos voltam a realizar missas três semanas depois dos atentados suicidas do domingo de Páscoa, que mataram quase 260 pessoas. Esquema de segurança inclui revista na entrada dos prédios.

Altar e padre ao fundo, durante missa em igreja católica em Colombo, capital do Sri Lanka

Missa dominical em igreja católica em Colombo, capital do Sri Lanka

A Igreja Católica no Sri Lanka realizou neste domingo (12/05) as primeiras missas dominicais, três semanas após os atentados suicidas do domingo de Páscoa, que provocaram 258 mortos.

As mídias locais reportaram que milhares de cristãos foram às igrejas na capital do país, Colombo. As estradas de acesso às igrejas foram controladas por policiais armados, e todos os fiéis foram revistados e identificados antes de entrar.

Pelo menos 258 pessoas foram mortas e cerca de 500 ficaram feridas quando nove terroristas suicidas atacaram três igrejas e três hotéis turísticos no dia 21 de abril, no domingo de Páscoa. O grupo extremista "Estado Islâmico" assumiu a responsabilidade pelos ataques.

O governo do Sri Lanka também responsabilizou as organizações islâmicas menores Jamathei Millathu Ibraheem (JMI) e Thawheed Jammath (NTJ) pela série de atentados. O fundador da NTJ Zahran Hashim foi um dos dois terroristas suicidas que atacaram o Hotel Shangri-La em Colombo.

A polícia do país já prendeu mais de 150 pessoas por envolvimento nos ataques. Na sexta-feira, as autoridades prenderam no leste do Sri Lanka um religioso islâmico que teria ligações com Hashim.

As missas nas igrejas haviam sido suspensas e as escolas, fechadas. A reabertura das escolas, que já tinha sido prevista, foi adiada depois do surgimento de alertas sobre possíveis novos ataques. As escolas estatais voltaram a abrir na semana passada, com segurança reforçada, mas o comparecimento foi considerado baixo.

MD/ap/lusa/epd

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais