1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Policiais em frente ao Castelo de Windsor
Foto: Christopher Furlong/Getty Images
CriminalidadeReino Unido

Homem que tentou invadir castelo de Elizabeth 2ª é preso

26 de dezembro de 2021

Armado com uma besta, rapaz de 19 anos foi contido momentos após entrar nos terrenos do Castelo de Windsor, onde a rainha passava o Natal com a família. Após avaliação médica, ele ficará detido em hospital psiquiátrico.

https://www.dw.com/pt-br/homem-que-tentou-invadir-castelo-de-elizabeth-2%C2%AA-armado-%C3%A9-preso/a-60261331?maca=bra-rss-br-all-1030-rdf

Um homem armado com uma besta que foi preso após tentar invadir o Castelo de Windsor, no Reino Unido, onde a rainha Elizabeth 2ª celebrava o Natal, ficará detido em um hospital psiquiátrico, informou a polícia de Londres neste domingo (26/12).

A corporação disse que o rapaz de 19 anos, originário de ​​Southampton, no sul da Inglaterra, foi contido momentos após entrar nos terrenos do castelo, na manhã de 25 de dezembro, e não chegou a invadir nenhum dos prédios do complexo.

"O homem foi levado sob custódia e passou por uma avaliação de saúde mental", afirmou a polícia, acrescentando que então foi decidido colocá-lo em um hospital psiquiátrico sob a chamada Lei de Saúde Mental. "Ele permanece sob os cuidados de profissionais médicos."

Ainda segundo a polícia, "após uma busca realizada no homem, uma besta foi recuperada".

A rainha Elizabeth, que passou grande parte da pandemia de covid-19 no Castelo de Windsor, a oeste de Londres, está passando também o Natal na propriedade, ao lado do filho mais velho, príncipe Charles, a esposa dele, Camilla, e outra família próxima.

O rapaz detido usou uma escada feita de corda para escalar uma cerca de metal, segundo o jornal Mail on Sunday.

Na noite de sábado, a polícia havia declarado que "os membros da família real foram informados todo o tempo sobre o incidente".

Tentativas de invasão a residências reais são raras. A mais grave ocorrida durante o reinado de Elizabeth 2ª foi em 1982, quando um homem escalou os muros para entrar no Palácio de Buckingham, a residência da monarca em Londres, e conseguiu chegar a um quarto onde ela estava deitada em sua cama.

A rainha não fez qualquer aparição pública no sábado. Em uma mensagem de Natal pré-gravada, ela falou à nação sobre a perda de seu marido, o príncipe Philip, que morreu em abril aos 99 anos. O casal foi casado por 73 anos.

ek (Reuters, AFP, Efe)