Hans Imhoff, o Willy Wonka alemão | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 21.12.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Hans Imhoff, o Willy Wonka alemão

O empresário alemão realizou um sonho ao fundar o Museu do Chocolate em Colônia, um dos maiores da Europa. Em 2001, a cidade lhe concedeu o título de cidadão honorário.

default

Museu do Chocolate em Colônia

Willy Wonka existiu. E era da Alemanha. O empresário Hans Imhoff construiu um verdadeiro império de chocolate, no melhor estilo da personagem do filme A Fantástica Fábrica de Chocolates (2005). Ele dedicou sua vida aos prazeres das guloseimas.

Hans Imhoff Gründer Schokoladenmuseum Köln

Imhoff: o rei do chocolate

Hans Imhoff nasceu em 1921, na cidade de Colônia. Desde a infância, encantava-se com o aroma vindo de uma fábrica de doces próxima a sua casa, a Stollwerck. Já adulto, na Alemanha pós-guerra, montou uma pequena fábrica de doces na cidade de Bullay, às margens do rio Mosela, no sudoeste do país. Em tempos de racionamento e carência de alimentos, trocava a própria comida por cacau ou chocolate, produzindo seus próprios doces.

Império de chocolate

Johnny Depp als Willy Wonka

Johnny Depp é Willy Wonka na versão 2005 de 'A Fantástica Fábrica de Chocolates'

Em 1971, Imhoff se tornou proprietário da empresa que marcara sua infância pelo cheiro encantador do chocolate. Quando adquiriu a Stollwerck, a fábrica estava quase falida. No entanto, ele a transformou em uma das marcas mais populares da Europa. Em 25 anos, as vendas da companhia chegaram a cerca de 1 bilhão de euros.

O empresário comprou, ainda, duas conhecidas marcas de chocolate alemãs: Sarotti e Sprengelo. Tornou-se proprietário, também, de uma das mais antigas fábricas de chocolate da Alemanha, a Hildebrand, de Berlim. Hoje, além da Alemanha, a Stollwerck possui unidades na Bélgica, Suíça, Polônia, Rússia e Hungria.

Cidadão honorário

Em 1993, Hans Imhoff realizou um de seus maiores sonhos, ao fundar o Museu do Chocolate em Colônia, um dos maiores da Europa. No ano de 2001, a cidade lhe concedeu o título de cidadão honorário.

Com seu patrimônio, o empresário criou um centro de terapia eqüestre para crianças desabilitadas. O local ajuda os pequenos a adquirir habilidades físicas e mentais por meio do contato com os animais.

Em dezembro de 2007, o Willy Wonka alemão faleceu aos 85 anos. Seu império, no entanto, não esmoreceu. Ganhou ainda mais forma e força na sua "Fantástica Fábrica de Chocolates" made in Germany, o Museu Imhoff do Chocolate. Às margens do Reno, amantes do chocolate podem viajar em um mundo de cacau e açúcar, descobrindo curiosidades e aprendendo um pouco mais sobre a grande paixão de Hans Imhoff.

Leia mais