Hameln: onde os ratos têm vez | Conheça os destinos turísticos mais famosos da Alemanha | DW | 15.11.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Hameln: onde os ratos têm vez

Na cidade alemã de Hameln, os roedores estão em toda a parte. De pedra ou de pão, eles são a atração principal. E isso, graças aos irmãos Grimm.

default

Casas construídas em enxaimel dominam o centro histórico de Hameln

A cidade de Hameln, no estado da Baixa Saxônia, ganhou notoriedade depois que os irmãos Grimm escreveram a história de um jovem que, ao não receber o pagamento por ter eliminado a praga de ratos que assolava a cidade, hipnotizou todas as crianças com sua flauta mágica e…

O resto da história é contado ao longo do passeio pelas ruas, onde é possível observar a influência da lenda no dia-a-dia dos 58 mil moradores de Hameln. As locações do conto medieval podem ser encontradas sem muita procura. Entre elas estão a casa do prefeito sovina, a moradia do flautista e as águas calmas do rio Weser – que, como reza a lenda, foi destino final dos ratos.

Aniversário

Statue des Rattenfängers aus Hameln

Estátua do Flautista mais famoso da cidade de Hameln

A cada ano, pelo menos uma cidade da Alemanha comemora um jubileu. São 1000 anos de uma, 850 de outra, mas em 2009 a festa será um pouco diferente para os habitantes de Hameln: o morador mais famoso – o flautista – completará 725 anos. Para a festa já está sendo preparada programação variada, que contará com roupa especial para a ocasião (os turistas serão convidados a entrar no mundo do conto de fadas) e quartos de hotéis decorados com os motivos da lenda.

Enfeitar paredes de hotéis e pousadas com os bichos já é uma prática local comum. Por isso, não se assuste ao passar pelo corredor e encontrar um rato com um pedaço de queijo (ambos, claro, pintados na parede).

As camas também seguem a mesma tendência e se apresentam muito altas (como na Idade Média) e com um banco de apoio para que o turista possa escalar o leito quando for dormir. No café da manhã, a brincadeira continua: entre pão, leite e queijos, ratos de cerâmica fazem a festa.

Ratos para todos os gostos

Ratten aus Brotteig in Hameln

Ratos de pão fazem sucesso entre os turistas

O que é típico em uma cidade? A pergunta, por mais ampla que possa ser, tem uma resposta: aquilo que a tornou famosa. Em Hameln a regra também é essa. Porém, quando se trata de levar um souvenir, a opção é uma só: rato. Por isso, não perca tempo procurando outra lembrança. Entre no espírito local e leve um rato para casa.

A opção existe na hora de escolher o tipo de rato: de pano, de pedra, de chocolate, pintado em canecas, pratos ou roupas. Não satisfeitos com as inúmeras possibilidades, os habitantes de Hameln fizeram um roedor de pão. A massa, assada durante 15 horas, permite um período de conservação superior a cinco anos. A única recomendação é que não seja consumida.

Para quem acredita na lenda…

O evento teria ocorrido no século 13, exatamente em 26 de junho de 1284, e teria suas raízes em um episódio verdadeiro, porém diferente de como é contado pelos irmãos Grimm. Conforme a dupla, a cidade foi assolada por uma praga de ratos. As autoridades não sabiam mais o que fazer. Surgiu, então, um sujeito que se apresentou como pegador-de-ratos ( Rattenfänger, em alemão), profissão informal muito comum na época.

Tocando uma flauta, ele atraiu os roedores da cidade até o rio Weser, onde todos se afogaram. Ao tentar receber o pagamento combinado, o prefeito recusou-se a pagar. Ele pegou a flauta, tocou outra música e atraiu todas as crianças da cidade, levando-as até uma montanha próxima, onde uma caverna misteriosa se abriu para que todas entrassem. E nunca mais ninguém teve notícias do flautista ou das crianças.

Leia mais