Hajj, a peregrinação que atrai milhões a Meca | Notícias internacionais e análises | DW | 30.08.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Hajj, a peregrinação que atrai milhões a Meca

Muçulmanos de todo o mundo dirigem-se à cidade da Arábia Saudita para um dos mais importantes ritos do islamismo. Neste ano, o evento tem grande significado político. Entenda.

Peregrinos muçulmanos em Meca

Peregrinos muçulmanos em Meca

Quase dois milhões de muçulmanos de todo o mundo deslocaram-se para o lugar mais sagrado para o islamismo – Meca, na Arábia Saudita – na peregrinação anual do Hajj, que tem início nesta quarta-feira (30/08).

O ritual de cinco dias é considerado um dos cinco pilares do islamismo, sendo obrigatório, pelo menos uma vez na vida, a todo muçulmano adulto saudável e com meios financeiros compatíveis para cumprir o rito. Entenda:

1º significado político: em um movimento político astuto, o rei saudita concederá vistos aos peregrinos do maior rival, Catar, e pagará os custos de viagem deles.

2º significado político:: os peregrinos iranianos voltarão a participar após um hiato de um ano. Os iranianos foram impedidos de peregrinar a Meca após a tragédia de 2015, em que mais de 2 mil pessoas morreram, a disputa diplomática em torno da execução de um clérigo xiita na Arábia Saudita. O governo saudita só confirmou 769 mortos em 2015, dos quais ao menos 460 eram iranianos.

Ameaça do terrorismo: mais de 100 mil homens foram destacados para fazer a segurança do evento depois que várias células terroristas foram desmanteladas este ano.

Histórico de acidentes: as autoridades asseguram aos peregrinos que serão tomadas medidas para evitar uma repetição da tragédia de 2015 e de um tumulto em 2006 que matou mais de 300 pessoas.

MD/ap/afp/dpa

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados