Guia de museus clássicos e curiosos | Descubra os principais artistas e intelectuais alemães | DW | 01.01.1970
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Vida Cultural

Guia de museus clássicos e curiosos

BERLIM

Deutsches Historisches Museum Berlin Zeughaus Berlin

Museu Histórico Alemão

Os principais museus da capital alemã estão concentrados numa ilha no Rio Spree, a chamada Ilha dos Museus (Museumsinsel). Dentre eles destacam-se o Museu Pérgamo (Pergamonmuseum) e o Museu Antigo (Altes Museum), com suas coleções da Antigüidade, inclusive fragmentos de edifícios do Oriente Médio.

A ilha abriga ainda o Museu Bode (Bodemuseum), de arte bizantina e esculturas medievais e a Alte Nationalgalerie (Antiga Galeria Nacional), com seu amplo acervo de pintura do século 19.

A Nova Galeria Nacional (Neue National Galerie), abrigada no famoso edifício de Mies van der Rohe, possui uma representativa coleção de arte do fim do século 19 e arte moderna, além de ser um importante endereço de grandes exposições temporárias em Berlim.

Na capital alemã não se pode deixar de visitar também o Museu Histórico Alemão (Deutsches Historisches Museum), o Deutsche Guggenheim Berlim e o Museu Egípcio e Coleção de Papiros (Ägyptisches Museum und Papyrussammlung), cujo acervo é o mais rico e importante do mundo e em breve será transferido para o Museu Novo (Neues Museum), em reforma na Ilha dos Museus. Uma das principais atrações é o busto da Rainha Nefertiti, que data de 1340 a.C..

MUNIQUE

Na capital bávara, vale a pena visitar a Pinacoteca Antiga (Alte Pinakothek), que abriga uma das coleções mais importantes e antigas do mundo, com obras-primas do século 14 ao final do século 18. Perto dela, fica a Nova Pinacoteca (Neue Pinakothek) com expoentes da pintura e escultura da Europa da segunda metade do século 18 até o início do século 20.

Complementando, foi inaugurada em 2002 a Pinacoteca Moderna (Pinakothek der Moderne), com sua coleção de artes plásticas, arquitetura, design e gravura. O prédio, obra do arquiteto Stefan Braunfels, tem mais de 12 mil metros quadrados de área de exposição.

Outro importante ponto de atracão em Munique é o Museu Alemão (Deutsches Museum), fundado em 1903, meca da ciência e técnica. É o maior museu do mundo no seu gênero, com atrações para adultos e crianças.

BONN

Kunst- und Ausstellungshalle der Bundesrepublik Deutschland

Pavilhão de Arte e Exposições da Alemanha. Obra do arquiteto Gustav Peichl

A ex-sede do governo alemão abriga o Kunst- und Ausstellungshalle der Bundesrepublik Deutschland (Pavilhão de Arte e Exposições da República Federal da Alemanha). Famoso por seu prédio, que na parte externa apresenta três torres no formato de cone, o museu oferece obras de arte e exposições sobre temas variados.

Também não pode deixar de ser visitada a Haus der Geschichte der Bundesrepublik Deutschland (Casa da História da República Federativa da Alemanha), onde mais de 6 mil objetos e documentos registram a história do país após 1945.

FRANKFURT

Na capital financeira da Alemanha fica o Museu Alemão do Filme (Deutsches Filmmuseum), que documenta a história do cinema através de um acervo que inclui 800 mil fotografias, 10 mil cópias de filmes e 22 mil cartazes, duas mil câmaras e ilhas de edição, além de 5 mil roteiros e 1500 discos de acetato.

Destaque também para o Museu Alemão de Arquitetura (Deutsches Architektur Museum), com suas 200 mil plantas e 600 maquetes de arquitetura internacional do século 20 até o presente, entre os quais 32 espólios completos. Também a arte tem espaço em Frankfurt, através de dois expoentes: o museu Stadel (Städelsches Kunstinstitut und Städtische Galerie) e a galeria Schirnkunsthalle, com muitas obras de artistas internacionais.

COLÔNIA

Museum Ludwig in Köln

Museum Ludwig, em Colônia

Também os principais museus desta cidade ficam próximos das margens do Rio Reno. São eles o Wallraf-Richartz Museum, com a maior coleção de obras medievais da Escola de Colônia, pinturas de 1300 a 1900 e esculturas dos séculos 19 e 20; o Museum Ludwig, que abriga pinturas, esculturas e cerâmicas do século 20, com destaque para Picasso; o Römisch-Germanisches Museum (Museu Romano-Germânico), arqueológico, exibe a cultura romana, com destaque para o mosaico de Dionísio. Quem gosta de chocolate não pode deixar de ir ao Imhoff-Stollwerck-Museum.

DRESDEN

A histórica cidade do Leste alemão tem o Zwinger ─ palácio barroco construído por Augusto, o Forte (1670-1733) ─, que hoje abriga importantes coleções da pintura européia, e o Grünes Gewölbe (Abóbada Verde), com preciosidades da arte da joalheria e ourivesaria, em marfim e minerais, além de estátuas de bronze.

WEIMAR

Além das casas de Goethe e Schiller, hoje museus, vale a pena visitar na capital alemã do clássico o Museu Nacional de Goethe e o Museu Bauhaus.

Espalhados pelos diferentes cantos do país, encontram-se museus dos mais curiosos, como o da arte falsificada, o do penico e o do ronco. Você encontra abaixo uma lista de links para alguns museus.

Leia mais

Links externos