Futurando - Mulheres na ciência | Programa de ciência, meio ambiente e tecnologia da DW Brasil | DW | 12.08.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futurando!

Futurando - Mulheres na ciência

[Vídeo] Edição especial mostra avanços e dilemas históricos vividos por mulheres nas diferentes áreas da ciência.

Assistir ao vídeo 26:33

Confira nesta edição especial do Futurando:

- A mulher nas ciências: em nações da América Latina e do Leste Europeu, cerca de metade dos pesquisadores já são do sexo feminino. Mas na Europa Ocidental e os Estados Unidos a realidade é outra. 

- Entrevista com a neurocientista Pâmela Carpes, ganhadora do prêmio brasileiro "Para Mulheres da Ciência" em 2017 e professora da Unipampa.

- Por que há menos mulheres que homens na ciência? Cientistas e organizações tentam entender de onde vem a lacuna de gênero na ciência para mudar isso. 

- Por que as ciências exatas ainda são de domínio masculino? Homens ainda ocupam o dobro das vagas nesta área no mercado mundial, uma realidade que tem raízes profundas na história da civilização. 

- A pessoa considerada padrão em muitos estudos, na verdade, é um homem caucasiano, com cerca de 30 anos e pesando 70 kg. 

- Em todo o mundo, mulheres geralmente não são consideradas no desenvolvimento de medicamentos e também em numerosos estudos médicos. 

- A importância de coletes balísticos sob medida para policiais mulheres.