Futurando - Edição de 27/11/19 | Programa de ciência, meio ambiente e tecnologia da DW Brasil | DW | 27.11.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futurando!

Futurando - Edição de 27/11/19

No programa, você confere exemplos de força feminina em iniciativas de proteção ambiental e muito mais.

Assistir ao vídeo 25:44

Nesta edição do Futurando mostramos a rotina de uma brasileira que por 20 anos recolheu materiais recicláveis no maior lixão a céu aberto da América Latina, em Brasília, e que, agora, lidera outras mulheres numa cooperativa de separação de resíduos para reciclagem. As novas condições de trabalho proporcionam mais segurança para essas mulheres, mas menos rendimentos. O próximo passo do projeto é envolver de maneira mais intensa a comunidade para que mais objetos sejam recolhidos e, assim, elas consigam ganhar um pouco mais.

Você vai conhecer ainda a história de Norina e Laura, duas cientistas que trabalham no Parque Nacional da Gorongosa, em Moçambique. Elas participam de um projeto mundial para criar um banco de dados de genes. A ideia da iniciativa é melhorar nossa compreensão sobre a diversidade de formas de vida na Terra. Inseridas em uma realidade onde muitas meninas se casam e têm filhos antes de terminar a escola, Norina e Laura querem servir de exemplo e encorajar as jovens a também seguir carreira na ciência.

Dunas são bonitas, mas podem se tornar um problema quando se deslocam. Acabam, por exemplo, engolindo casas, desertificando áreas habitadas. E o deslocamento ocorre por um desequilíbrio no meio ambiente. Falta de árvores é um dos motivos e no programa você confere a mobilização dos moradores do Níger para evitar o avanço da desertificação do país.

Por outro lado, a areia é uma riqueza bastante cobiçada e fundamental para a expansão das cidades. Toneladas são retiradas do rio Mekong, no Camboja, e enviadas a canteiros de obras nas metrópoles. O problema é que a extração indiscriminada tem causado danos à população ribeirinha. O Mekong está invadindo vilas e arrastando casas inteiras.

Tem como deixar de usar areia na construção civil? Que alternativas já existem? Aliás, existem alternativas? O Futurando vai mostrar um tijolo feito de terra, tão abundante mundo afora. Além de reduzir a necessidade do concreto, o material ajuda a deixar o ambiente mais fresco.