Futurando - Edição de 05/06/2019 | DW Brasil | Notícias e análises do Brasil e do mundo | DW | 05.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Futurando - Edição de 05/06/2019

Solidão, uma condição que pode matar

Assistir ao vídeo 25:21

Esta semana no Futurando vamos discutir os impactos da solidão sobre a nossa saúde física. Estudos mostram que pessoas solitárias correm um risco maior de desenvolver hipertensão, câncer e até sofrer ataques cardíacos. Nas sociedades modernas, a solidão é considerada um perigo maior que o fumo, o alcoolismo e a obesidade.

Você sabia que alguns medicamentos podem engordar? Cortisona e insulina, por exemplo, estão na lista. Cada um por uma razão diferente, que no programa você vai saber. Mas o ganho de peso pode ser amenizado se o paciente tiver uma orientação correta. E, em alguns casos, é necessário considerar a suspensão do remédio ou regular a dosagem.

A indústria farmacêutica divulga muito os benefícios de determinados medicamentos e esquece que eles não somente curam, mas também pode matar. Estimativas indicam que entre 25 e 28 mil pessoas morrem por uso de remédios. Alguns médicos ainda relutam em falar sobre o assunto.

Ainda no tema saúde, O Futurando explica o que pode ocorrer com o nosso corpo quando a gente fica sentado por muito tempo, seja no escritório, na frente da TV, ou no carro. Um fato alarmante é o aumento nos níveis de açúcar no sangue depois de um período longo sem se levantar, que podem ser comparados aos níveis de alguém que tem diabetes. 

O sangue, aliás, tem diversas funções. Você conhece quais são? Alguns até dizem que ele é um órgão fluido, por ter tantas tarefas no corpo. O Futurando reuniu para esta edição alguns fatos interessantes sobre o nosso sistema sanguíneo.

Vamos trazer ainda uma reportagem sobre transfusão de sangue. Será que é totalmente seguro? Especialistas avaliam que o ideal é optar pelo procedimento em último caso. E já existem técnicas para prevenir a necessidade da transfusão. Uma delas garante que o paciente não perca tanto sangue durante cirurgias.