Fracassa negociação para compra da produtora de Weinstein | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 07.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Fracassa negociação para compra da produtora de Weinstein

Investidores descobrem que dívidas eram ainda maiores e desistem do negócio. Intenção era criar nova empresa, comandada majoritariamente por mulheres.

Harvey Weinstein

A produtora de Harvey Weinstein entrou em crise depois das inúmeras denúncias de crimes sexuais contra ele

O acordo para a aquisição da empresa cofundada pelo produtor Harvey Weinstein fracassou, anunciou nesta terça-feira (06/03) a empresária Maria Contreras-Sweet, que comanda o grupo de investidores interessados na operação, o que deixa a produtora de novo à beira da falência.

Contreras-Sweet destacou que se empenhou seriamente na transação para comprar os ativos da empresa de Weinstein, mas que, já na etapa de confirmação, recebeu "informações decepcionantes sobre a viabilidade de completar" a negociação.

"Como resultado, decidimos finalizar essa transação", acrescentou a empresária. Segundo a agência de notícias Reuters, os interessados descobriram que as dívidas da empresa eram ainda maiores, de 280 milhões de dólares em vez de 225 milhões.

No dia 1º deste mês e depois de intensas negociações, o grupo de investidores divulgara um acordo para a compra da Weinstein Company, o que salvaria a empresa da falência. A ideia era criar uma nova companhia comandada majoritariamente por mulheres.

Antes desse acordo, a Weinstein Company havia anunciado que entraria com um pedido de falência. A crise na empresa foi uma consequência das inúmeras denúncias de dezenas de crimes sexuais contra Weinstein, feitas por conhecidas estrelas de Hollywood.

AS/efe/rtr

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

 

Leia mais