Forças de Assad confirmam divisão de Ghouta Oriental | Notícias internacionais e análises | DW | 11.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Síria

Forças de Assad confirmam divisão de Ghouta Oriental

Regime assume controle de mais uma cidade, Madira, e confirma isolamento de Duma e Harasta do restante do enclave rebelde, afirma ONG, que já contabiliza mais de 1.100 mortos.

default

Homem observa uma construção destruída em Duma, cidade de Ghouta Oriental (5 de março de 2018)

As forças do presidente sírio, Bashar al-Assad, continuaram ganhando terreno na região de Ghouta Oriental e assumiram neste domingo (11/03) o controle da cidade de Madira, afirmou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

No sábado, as forças do regime haviam conseguido isolar Duma, a maior cidade de Ghouta Oriental, e também Harasta, dividindo o enclave em três partes. Com os avanços deste domingo, as duas cidades estão definitivamente separadas do restante do território de Ghouta Oriental, afirmou o Observatório.

Além da conquista de Madira, o Observatório destacou que as forças leais a Assad – que contam com o apoio de jatos russos – conseguiram se reunir com os militares que estavam entrincheirados no prédio da Administração de Veículos, localizado no triângulo que se forma entre as localidades de Harasta, Madira e Arbín.

A maioria dos combates ocorrem agora entre Madira e Arbín, cidade perto da estrada que vai para Duma, detalhou a ONG.

Em meados de fevereiro, as forças sírias desencadearam uma ofensiva em Ghouta Oriental, região a nordeste de Damasco onde operam várias fações opositoras armadas. Essas fações dominam hoje menos de 50% da região.

Um novo balanço do Observatório indica que morreram neste domingo ao menos 12 civis, entre eles dois menores, devido a bombardeios e ataques de artilharia sobre Ghouta Oriental. A ofensiva em Ghouta causou até o momento mais de 1.100 mortes de civis, entre os quais 229 menores e 154 mulheres. Outros 4.378 civis ficaram feridos, acrescentou a ONG.

As forças do regime de Assad já conseguiram expulsar os rebeldes de cerca de metade do enclave, que se estende por cerca de 100 quilômetros quadrados e onde residem 400 mil pessoas, e continuam a progredir no terreno, apesar das tentativas de resistência dos rebeldes.

AS/lusa/efe/ap

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

 

Leia mais