Força-tarefa encerra festas em São Paulo em meio a recordes de mortes por covid-19 | DW Brasil | Notícias e análises do Brasil e do mundo | DW | 22.03.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Força-tarefa encerra festas em São Paulo em meio a recordes de mortes por covid-19

[Vídeo] O comitê de blitze do estado e da prefeitura de São Paulo fechou vários clubes e bares que desrespeitavam as normas sanitárias e de restrição de circulação. "Por mais que a mídia divulgue a situação caótica em relação à falta de leitos nas UTIs, eles não acreditam", diz diretor de Fiscalização do Procon/SP.

Assistir ao vídeo 01:56

Uma força-tarefa interrompeu várias festas clandestinas em São Paulo, em meio à média móvel de mortes por covid-19 recorde no Brasil. A força-tarefa, formada por agentes de órgãos do estado e da prefeitura de São Paulo, autuou em flagrante vários clubes e bares por descumprirem regras de restrição de circulação, uso obrigatório de máscaras e distanciamento social.

A fase emergencial adotada pelo estado de São Paulo determina um toque de recolher das 20 horas às 5 horas da manhã. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado de São Paulo divulgou neste domingo (21/03) que 619 festas clandestinas foram interrompidas em todo o estado desde 26 de fevereiro. O número corresponde a uma média de 26,9 festas fechadas por dia em meio à pandemia.

"Eles não acreditam no que está acontecendo. Por mais que a mídia tenha divulgado a situação caótica que nós estamos vivendo em relação à falta de leitos nas UTIs, eles estão sendo inconsequentes, eles não acreditam. Eu não sei mais o que podemos fazer para que eles possam acreditar que a situação é grave", afirma Carlos Marera, diretor de Fiscalização do Procon/SP.