Filme brasileiro ″Pendular″ é premiado na Berlinale | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 19.02.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Cultura

Filme brasileiro "Pendular" é premiado na Berlinale

Federação de críticos de cinema destaca obra da diretora Julia Murat pela "excepcional qualidade visual e força narrativa". "Pendular" foi exibido na mostra paralela Panorama.

Pendular, de Julia Murat

Cena do filme "Pendular", que foi exibido na mostra Panorama da Berlinale

O filme brasileiro Pendular, da diretora Julia Murat, ganhou o prêmio da Federação Internacional de Críticos de Cinema (Fipresci) neste sábado (18/02), na seção Panorama do Festival de Cinema de Berlim, a Berlinale.

Pendular era um dos 12 filmes brasileiros selecionados para participar da Berlinale. A Panorama é uma das seções paralelas do festival berlinense.

Segundo o júri, Pendular foi escolhido por sua "excepcional qualidade visual e sua força narrativa, que resultam num retrato preciso de dois artistas contemporâneos. A expressão da coreografia moderna e arrojada das relações humanas na história se une perfeitamente à originalidade estética e dramatúrgica do filme."

Já o filme A liberdade do diabo, do mexicano Everardo González, ganhou o prêmio da Anistia Internacional para documentários, enquanto Uma mulher fantástica, do chileno Sebastián Lelio, obteve uma menção especial do Júri Ecumênico.

O prêmio da Anistia Internacional, assim como o Fipresci e o Ecumênico, são distinções de júris independentes, que concedem prêmios em nome de organizações e instituições externas. Sua entrega precede a entrega dos Ursos do festival berlinense.

AS/efe/ots

 

Leia mais