Fifa investiga alemães por provocação a suecos | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 25.06.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Copa de 2018

Fifa investiga alemães por provocação a suecos

Integrantes da federação alemã caminharam até o banco adversário e fizeram gestos provocativos após gol decisivo que virou partida no último sábado. Suecos reagiram com indignação.

WM Russland 2018 l Deutschland vs Schweden - Streit nach dem Spiel (Reuters/H. McKay)

Incidente entre alemães e suecos por pouco não virou um briga generalizada

A Fifa anunciou que vai investigar a conduta de dois membros da comissão técnica da Federação Alemã de Futebol (DFB) que provocaram integrantes do time sueco ao fim da partida do último sábado (23/06).

O incidente ocorreu após o gol decisivo do alemão Toni Kroos durante os acréscimos do segundo tempo. Imagens registraram o momento em que dois integrantes do time alemão caminharam em direção ao banco da Suécia e zombaram dos adversários com gestos provocativos. Membros da equipe sueca não gostaram e partiram para cima dos alemães. O incidente quase culminou em uma briga generalizada.

Bierhoff discute com jogadores e comissão técnica da Suécia

Bierhoff discute com jogadores e comissão técnica da Suécia

Os alemães que provocaram os suecos e vão ter a conduta investigada são o assessor de imprensa Ulrich Voigt e o encarregado de logística Georg Behlau. Os suecos também denunciaram má-conduta do atual diretor-esportivo e ex-ídolo da seleção alemã, Oliver Bierhoff, e alguns de jogadores. Mas, inicialmente, eles não serão investigados.

"A Comissão Disciplinar da Fifa abriu um processo disciplinar contra os funcionários alemães Ulrich Voigt e Georg Behlau pelos incidentes no final da partida entre Alemanha e Suécia", afirmou a Fifa em comunicado.

Nas imagens, Behlau aparece sendo empurrado com força por um dos integrantes da comissão técnica sueca após as provocações. A Fifa não informou quais sanções os dois alemães podem sofrer.

Turma do deixa disso evitou que discussão virasse briga

Turma do "deixa disso" evitou que discussão virasse briga

O técnico da Suécia, Janne Andersson, disse no sábado, ter ficado irritado com o comportamento dos alemães. "Me irritou. Alguns celebraram correndo em nossa direção e nos provocando com gestos. Uma falta de respeito. Me irritou terrivelmente. (...) "É preciso deixar o adversário em paz com seu luto. Não se pode zombar assim de um adversário contra quem se lutou 95 minutos", apontou o treinador. Já o jogador Emil Forsberg classificou o comportamento dos alemães como "nojento”.

Ainda no sábado, a federação alemã se desculpou pelo episódio. "Foi uma partida cheia de emoção. Ao final, os gestos e reações do nosso corpo técnico para os suecos foram emotivos demais. Não é o nosso comportamento habitual", escreveu a seleção da Alemanha na sua conta no Twitter.

O técnico alemão Joachim Löw evitou polemizar sobre o episódio e disse não estar ciente do incidente. "Após o apito final, estávamos concentrados em outras coisas. Estávamos festejando. Não vi nenhum gesto para o banco da Suécia", afirmou. 

O diretor-esportivo da federação alemã, Oliver Bierhoff, reconheceu que houve excessos por parte dos alemães, mas também reclamou dos suecos. "Uma partida tão destrutiva, com tanta catimba, não pode ser recompensada." 

JPS/rt/dpa

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagra

Leia mais