Feira Industrial de Hannover 2010 deixou sinais de otimismo | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 25.04.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Feira Industrial de Hannover 2010 deixou sinais de otimismo

Na maior feira industrial do mundo, o setor declarou crise como superada. No entanto, a nuvem de cinzas vulcânicas sobre o céu da Europa na semana passada atrapalhou bom clima de negócios e reduziu número de visitantes.

default

Feira de Hannover teve 20% menos visitantes devido a bloqueio aereo

A maior feira industrial do mundo, em Hannover, capital do estado alemão da Baixa Saxônia, terminou na última sexta-feira (23/04) com sinais conjunturais animadores. "A tendência é positiva", disse Wolfgang von Fritsch, presidente da Deutsche Messe AG, responsável pela organização do evento.

Neste ano, a Feira Industrial de Hannover ficará na memória por dois motivos: como a feira em que o setor industrial declarou a crise como superada e como a única feira, em 60 anos da mostra, a sofrer consequências de uma nuvem de cinzas vulcânicas.

Viagem de 134 horas

A nuvem do vulcão islandês chegou na hora errada em Hannover. O bloqueio aéreo impediu um grande número de pessoas, principalmente da China e EUA, de viajar. O número de visitantes estrangeiros diminuiu pela metade. No total, a mostra industrial considerada termômetro da economia recebeu neste ano 20% menos visitantes.

Os organizadores da feira tentaram de tudo: caravanas de ônibus foram organizadas para resgatar passageiros "encalhados" nos aeroportos de Istambul e Milão. O recorde, todavia, pertence a uma expositora da Nova Zelândia. Ela teve que trocar sete vezes de passagem e viajar 134 horas. Apesar de todos os esforços, 300 estandes não foram ocupados durante a feira.

Ano de negócios 2010

Tudo isso levou àqueles que conseguiram chegar a Hannover a ficarem mais unidos. "No ano passado, procurou-se uma orientação em plena crise", disse Von Fritsch. "Neste ano, negócios foram novamente realizados".

Hannover Messe 2010

2010 promete ser ano de inovação no setor industrial

Esse fato também foi confirmado por Dietmar Harting, cuja empresa familiar é frequentadora assídua da feira. Segundo Harting, três quartos das empresas que estiveram em Hannover acreditam que essa tendência positiva também irá perdurar nos próximos 12 meses. Foi o que constatou uma pesquisa do conselho de expositores, presidido por Harting. "Não se instalou nenhuma euforia, mas a tendência é andar para frente", disse.

Feira fortalece impulsos de crescimento

De qualquer forma, metade das empresas esperam um pequeno aumento de faturamento, tanto no mercado interno quanto no externo. As companhias, no entanto, ainda estão cautelosas em relação a investimentos. A princípio, muitas não planejam nenhuma ampliação. Para os empregados, é importante mencionar que 40% das empresas entrevistadas pretendem fazer novas contratações.

Na opinião do empresário e chefe da federação da indústria elétrica alemã (ZVEI), "A Feira Industrial de Hannover fortalece os impulsos de crescimento que registramos cada vez mais fortes desde o início do ano."

Hannes Hesse, diretor executivo da associação alemã dos fabricantes de máquinas e equipamentos (VDMA), também fala com contentamento sobre uma primavera conjuntural. "A tendência é claramente positiva", disse Hesse, aliviado após seu setor ter sofrido, no ano da crise de 2009, uma redução de 25% da produção.

Após a crise, toda boa notícia é bem-vinda – mesmo que venha um pouco manchada de cinza vulcânica. Para os observadores, depois desta Feira de Hannover, uma coisa é certa: este é um momento de mudança conjuntural.

Autora: Henrik Böhme (ca)
Revisão: Francis França

Leia mais